Rede vai ao STF contra terceirização | Fábio Campana

Rede vai ao STF contra terceirização

Alegando ilegalidade na tramitação no Congresso e “risco de vulneração irreparável aos trabalhadores brasileiros”, a Rede Sustentabilidade entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a lei que regulamenta a terceirização aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Michel Temer, na última sexta-feira, 31. O relator do projeto no Supremo será o ministro Gilmar Mendes.


Um comentário

  1. JOHAN
    terça-feira, 4 de abril de 2017 – 9:52 hs

    Caro FÁBIO, realmente os partidários da REDE, partido sucedâneo da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA, vem manifestar-se contrário a Reforma Trabalhista, como de praxe, contrários a qualquer reforma que os movam da suas zona de conforto, não apoiada sequer pelos parlamentares da ORGANIZAÇÃO PMDB, proposta essa encaminhada pelo Presidente MICHEL TEMER, Afirmam eles, mais uma vez que mantém seu apoio aos funcionários públicos, professores bem remunerados e demais. Esquecem que o BRASIL é composto de uma sociedade de 50,0 MM de empregados e destes atualmente possui 18,0 MM de desempregados, e mais os subempregados que alcançam mais 17,0 MM, e outros que não possuem sequer oportunidade de serviço, quiça bom emprego no estado que está quebrado, situação apoiada e avalizada pelos parlamentares. A sociedade não permite mais devaneios para quem não paga a conta. . Atenciosamente. ,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*