Protestos no Rio e São Paulo passam para a violência e o confronto | Fábio Campana

Protestos no Rio e São Paulo passam para a violência e o confronto

Conflito entre manifestantes e PMs é violento no Centro do Rio. Em clima tenso, militantes queimaram ônibus e lançaram pedras e rojões contra a PM. Alguns manifestantes chegaram a cantar ‘Fora, Temer’, enquanto outro grupo tentava se reunir e foi dispersado com bombas pela polícia.

O confronto entre policiais militares e manifestantes continua em vários pontos do Centro do Rio. Quatro ônibus foram incendiados na Lapa. A polícia perseguiu alguns deles que tentaram se reagrupar na praça da Cinelândia.

Em São Paulo, manifestantes mascarados buscam o confronto. Há concentração e conflitos no Largo da Batata, perto da casa de Michel Temer. Outro grupo opera a partir do MASP. A tática, segundo os analistas, é dar sentido dramático ao protesto para diminuir o efeito negativo do fiasco que foi a greve geral. Esta tarefa é destinada aos jovens que passam a atuar como black bloc e intensificam a violência.


Um comentário

  1. Juca
    sábado, 29 de abril de 2017 – 2:39 hs

    Esses protestos são mestastases de um câncer chamado PT, que deve ser extinto urgentemente!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*