Picler sai da política para cuidar de suas empresas | Fábio Campana

Picler sai da política para cuidar de suas empresas

Depois de ocupar a liderança do PEN- Partido Ecológico Nacional, por quase 2 anos no Paraná, Wilson Picler desfiliou-se definitivamente para cuidar de suas empresas. O crescimento acentuado da Uninter, como a segunda maior instituição de ensino a distância do Brasil, exige seu comando e o coloca à frente dos novos desafios. Auditada há seis anos pela PricewaterhouseCoopers, uma das maiores empresas do mundo no setor, a Uninter teve todos os seus balanços aprovados, sem ressalvas, o que a coloca em um patamar excepcional entre as grandes empresas e a qualifica para ingressar na Bolsa de Valores.

Todo esse sucesso, embasado na correta adequação pedagógica e no total equilíbrio administrativo-financeiro, sem dependência de financiamentos do governo, pois não há FIES para EAD, deixa a Uninter imune a esse problema que afeta as grandes Instituições de Ensino do país. E pronta para crescer. Segundo Wilson, um momento muito especial e que merece toda sua atenção em 2017.

“Parafraseando o senador Osmar Dias, digo que não posso ser candidato de mim mesmo, e sim, de um projeto com amplo apoio da sociedade. Sinto-me à vontade e até lisonjeado com os convites que tenho recebido dos partidos, mas, no momento, minha atenção e meu espírito estão voltados para minhas empresas.” Finalizou o Chanceler e Presidente da Uninter, Prof. Wilson Picler.


15 comentários

  1. Pirado
    quarta-feira, 5 de abril de 2017 – 17:16 hs

    Do Picler, o que mais gosto, é de ouvir suas palestras sobre UFOS e ETs!!! O homem sabe tudo desse assunto!!!!

  2. Paulo Tadeu Macedo Neves
    quarta-feira, 5 de abril de 2017 – 18:40 hs

    Está faltando o Ministério Público Federal investigar essas escolas de ensino à distância .
    Tem muita maracutaia no pedaço, isto é, tem muito aluno matriculado e pouco aluno defato.

  3. Edson Luiz
    quarta-feira, 5 de abril de 2017 – 20:20 hs

    De novo…Esse político aí desisti da política todo ano…kkkkk

  4. quarta-feira, 5 de abril de 2017 – 22:00 hs

    Amo está Empresa!.

  5. joão de Defreitas
    quarta-feira, 5 de abril de 2017 – 22:08 hs

    É a coisa mais acertada que faz.

  6. MARCELO RICARDO DA SILVA
    quinta-feira, 6 de abril de 2017 – 14:38 hs

    O Picler é uma cabra bão, ajuda todo mundo. Os que fala mal tem inveja.

  7. Rafael de Lala
    quinta-feira, 6 de abril de 2017 – 15:07 hs

    À diferença de alguns comentários, enxergo no Prof. Wilson Picler um empreendedor da Educação, generoso para com os jovens que buscam aperfeiçoamento profissional e – com base na sua formação como físico – interessado em fenômenos que dizem respeito ao futuro comum da humanidade.

    Parabens pela sua trajetória.

    Rafael de Lala, jornalista.

  8. Anatólio Novaes da Silva
    quinta-feira, 6 de abril de 2017 – 19:01 hs

    Estamos vivendo um momento de muita gravidade na política de nosso país, as pessoas sérias não querem se envolver numa vida partidária, onde predomina a corrupção e lamaçal ideológico. O Prof. Picler faz muito bem, em ficar de fora.

  9. Anatólio Novaes da Silva
    quinta-feira, 6 de abril de 2017 – 19:02 hs

    Faz muito bem em não se envolver,

  10. Leomar Marchesini Zuravski
    quinta-feira, 6 de abril de 2017 – 23:45 hs

    Que boa notícia. A presença e o comando do Prof. Picler na Instituição é extremamente positiva para nosso desempenho.

  11. Ricardo
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 12:47 hs

    É uma pena, estamos com falta de pessoas boas na política.

  12. Angelino Máximo
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 15:54 hs

    O ex deputado Picler fez muito bem em deixar o PEN, pois a legenda está em nova fase, com filiações de lideranças políticas em todo o Estado e tenho acompanhado o trabalho eficiente e eficaz que vem sendo coordenado pela nova coordenação.

  13. iri
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 18:22 hs

    Conclui meu ensino superior na UNINTER e realmente foi uma boa experiência, sem falar que é menos um para mamar nas tetas do governo porque de atuante como político seu Picler deve ter nada de significativo, mas teve a hombridade de sair fora senão vai que a lava jato pega ele.

  14. sábado, 8 de abril de 2017 – 19:36 hs

    O PROFESSOR PICLER É MUITO INTELIGENTE E SABE QUE SUAS EMPRESAS SÃO MUITO IMPORTANTES PRA ELE MUITO MAIS DO QUE A POLÍTICA.
    ELE JÁ TEVE UMA BOA EXPERIENCIA EM POLITICA E VIU QUE AS COISAS SÃO MAIS FACEIS NO MEIO EMPRESARIAL. UM MANDATO POLITICO DURA 4 ANOS, UMA EMPRESA OU EMPRESAS DURAM UMA VIDA E ATÉ ALEM DELA…. UMA DECISÃO SÁBIA QUE ELE TOMOU. PARABÉNS.

  15. Moni Eliza
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 20:33 hs

    A educação virou um negócio lucrativo. Como será o dia de amanhã quando estes profissionais serão maioria no mercado? Há uma “multidão” de universidades surgindo, podem até ter as melhores tecnologias, mas pergunta para quem está com o pé no chão, o professor conteudista, como funciona. Por um quase nada de salário (embora haja milhares de alunos pagando, os materiais devem sair em poucos dias. Há alguns dias uma professor disse que precisa escrever um “livro de estudos” em três meses… Ouvi bem? Não é por nada que estas universidades tem a fama de terem material fraco. Um livro, por menor que seja, não se escreve, com qualidade, em menos de 6 meses. Pode-se fazer um amontoado de ideias desconexas, mas escrever com conteúdo focado, seguindo critérios, contextualizando no curso em questão… não é com a mão abanando. E o que dizer de um educador que em sua capacitação ouviu dezenas de vezes na mesma reunião que o aluno não pode reclamar e nada de falar da qualidade de ensino. Entre as orientações para que o aluno não reclame e a meta de passar no ENADE, há uma grande lacuna. Ainda bem que tem gente se organizando para entregar tudo isto para o MEC com a reivindicação para todas as universidades voltarem o foco para o ensino e que seus docentes tenham a devida atenção. Porque ser conteudista e escrever um livro não é coisa de cinco minutos. Podem discordar da minha opinião, mas os resultados do ENADE me dão muita razão!
    Oxalá, com a decisão do Dr. Wilson Picler consiga contribuir para a melhoria da instituição e tenhamos ao menos uma universidade que possa se distinguir pela qualidade.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*