O ponto fora da curva na delação da Odebrecht | Fábio Campana

O ponto fora da curva na delação da Odebrecht

Lauro Jardim, O Globo

Agora que tomaram conhecimento do todo da delação, executivos da Odebrecht têm comentado em conversas privadas que os pontos fora da curva entre eles foram Emílio Odebrecht (à direita) e Hilberto Mascarenhas, o responsável pelo departamento de propina. A avaliação é que, pelo tom ora ameno, ora debochado, os dois não entenderam que o país mudou.


5 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 10:29 hs

    Eles tem mesmo que rir da cara do povo. Vão ficar meses ou dias na cadeia e manter as fortunas intactas para seus netos e bisnetos poderem morar na Côte D’Azur por longos anos. Enquanto o povo desgraçado sacudirá nos ônibus e trens caindo aos pedaços até o fim dos seus dias.

  2. Souza
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 10:34 hs

    Charles Bukowski escreveu um livro chamado Memórias de um Velho Safado; esse sujeito deveria aproveitar a ideia e escrever as Memórias de um Velho Salafrário.

  3. Jéssica Luzia
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 13:03 hs

    CORRUPTOS !!

  4. antonio
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 14:58 hs

    Segundo o próprio, a propinagem começou tão logo os militares entregaram o poder
    aos civis. E ele foi quem a institucionalizou, oferecendo propina de acordo com os
    seus interesses. Portanto, ela só veio sendo aperfeiçoada. Mudavam as moscas mas
    a sacanagem continuava.

  5. PROFESSOR GIRAFALIS
    terça-feira, 18 de abril de 2017 – 15:26 hs

    Esse é o capitalismo à brasileira, onde essa empresa se agigantou na base da corrupção, mantendo relações promíscuas com a classe política, traficantes e terroristas, visando uma lucratividade sem limites.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*