Ministro do Trabalho defende imposto sindical | Fábio Campana

Ministro do Trabalho defende imposto sindical

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse neste sábado, um dia após a aprovação da Terceirização, que é preciso de “freios e contrapesos” e os sindicatos são esses contrapesos, por isso defende que o imposto sindical não deve ser retirado da reforma trabalhista. Os sindicatos precisam de uma estrutura para funcionar, avalia o ministro.

Sobre a terceirização, Nogueira afirmou ser um fenômeno mundial e questionou “Onde está escrito que o trabalhador terceirizado vai perder direitos?”.


7 comentários

  1. Palpiteiro
    sábado, 1 de abril de 2017 – 14:32 hs

    Imposto sindical é apenas sustentar pelegos, vagabundos e fracassados que vivem às custas de sindicatos. Abaixo todas as contribuições para sindicatos.

  2. sábado, 1 de abril de 2017 – 16:07 hs

    Tem que acabar com imposto sindical e com os 17.108 sindicatos que vivem do suor do trabalhador.

    E se deixar 20 % desses sindicatos mas com uma legislação eficiente e sem imposto, garanto que melhora para a classe trabalhadora e diminui o desemprego no país

  3. Juca
    sábado, 1 de abril de 2017 – 18:46 hs

    Imposto sindical, contribuição sindical ou o nome que seja deve ser extinto. Os sindicatos são cabides de empregos e nada fazem em favor dos trabalhadores que servem de massa de manobra dessa esquerda radical liderada pelo PT. Fim do imposto sindical e pela extinção dos sindicatos aliados a essa corja petista.

  4. eleitor desmemoriado
    sábado, 1 de abril de 2017 – 21:35 hs

    Este ministro prova bem a quê governo serve, este composto só de “notáveis”, sempre se superando um ao outro na hora das declarações infelizes. O cara até pode pensar nesta baboseira mas guarda-se para ele, é um idiota.

  5. Lucas
    segunda-feira, 3 de abril de 2017 – 0:07 hs

    Sindicato sério não precisa de imposto sindical. Se sustenta com a filiação e contribuição voluntária dos trabalhadores. Acabando com o imposto sindical acaba também com um monte de Sindicato de gaveta.

  6. Dionleno Silva
    segunda-feira, 3 de abril de 2017 – 8:49 hs

    O imposto sindical é cobrado dos facínoras que estão e stavam no poder?

  7. Cecatto
    segunda-feira, 3 de abril de 2017 – 9:07 hs

    Este juiz não sabe o que fala deve ter algum parente pelego no sindicato ou estar recebem por isto, ou pior é PT.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*