Ligações para Coxa | Fábio Campana

Ligações para Coxa

O Antagonista

Outros dois delatores da Odebrecht citaram o repasse milionário para Gleisi Hoffmann, que perdeu a eleição para o governo do Paraná. Eles definem o valor liberado para a petista como “alto” e chegam a dizer que ela teria que pegar sua cota do dinheiro que já havia sido destinado ao PT. Mas o maridão Paulo Bernardo, então ministro das Comunicações, entrou na jogada.
Benedicto Júnior apresentou à PGR os registros da várias ligações para a petista:


3 comentários

  1. Macambúzio
    segunda-feira, 17 de abril de 2017 – 14:01 hs

    Vamos deixar bem claro: esse “Coxa” aí nada tem a ver com o glorioso CFC, até porque a dita cuja, que também recebeu o incompreensível epíteto de “Amante”, é torcedora fanática do Atletiquinho do Paraná!!! Isso eu posso confirmar!!! (Salvo se ela virou a casaca para nosso time, coisa que iríamos deplorar!)!!!

  2. JOHAN
    segunda-feira, 17 de abril de 2017 – 14:34 hs

    Caro FÁBIO, após a confirmação do sucesso da colaboração premiada pelos executivos da ODEBRECHT, firma-se que parcela significativa dos políticos parlamentares de todas as legendas, beirando 70,0%, não mais carecem de qualquer credibilidade. São confessáveis corruptos, cafajestes e hipócritas descarados, pois continuarão negando suas participações nos crimes de corrupção denunciados. Está chegando ao ponto de comprometer o TCE/PR, quando indica o AMARELOU, como recebedor de propina. Esse elemento contamina o ambiente e contamina as sentenças exaradas pelo tribunal. Pode-se afirmar que o TCE/PR não é mais um órgão isento, com qualidade moral e ética para julgar as contas do governo e dos órgãos estaduais, pois podem estar maculados. Ou retira a laranja podre, ou fica todo o corpo comprometido, sem sustentação de credibilidade. Atenciosamente. .

  3. Roberto Carlos Cassou
    segunda-feira, 17 de abril de 2017 – 14:34 hs

    Sempre ouvi falar que a senadora adora ficar grudada no telefone.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*