Joalheria que vendeu para Cabral e Adriana Ancelmo fecha delação | Fábio Campana

Joalheria que vendeu para Cabral e Adriana Ancelmo fecha delação

O alto escalão da H.Stern fechou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal relativo às investigações do esquema de corrupção que seria liderado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB). O presidente da joalheria, Roberto Stern, o vice-presidente, Ronaldo Stern, o diretor financeiro, Oscar Luiz Goldemberg, e a diretora comercial, Maria Luiza Trotta, concordaram em pagar multas que somam R$ 18,9 milhões. As conclusões que surgirem do acordo vão servir como base para uma nova denúncia contra Cabral. O foco nesse caso será lavagem de dinheiro com a compra de joias. As informações são do Estadão.


Um comentário

  1. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 6 de abril de 2017 – 12:22 hs

    Ora, ora. Entregar esses pés de chinelo é fácil. Deve ter gente de todo tipo, graúda, das altas caixas e altas rodas, que compram no caixa dois, três e quatro. Será que serão entregues um dia.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*