Greca explica o rombo | Fábio Campana

Greca explica o rombo


O principal motivo para a falta de dinheiro da prefeitura, explica Rafael Greca, é a dívida herdada da gestão Fruet de R$ 1,2 bilhão e que elevará o déficit orçamentário a R$ 2,1 bilhões. “Tudo porque, de 2012 a 2016, as despesas com pessoal cresceram 70%, enquanto a receita foi somente 28% maior. Como consequência, os investimentos caíram 52%”, resumiu”. Isto explicaria a falta de dinheiro para obrigações tão diferentes quanto a limpeza de banheiros de parques, de capelas mortuárias e o pagamento às indústrias farmacêuticas. “Os banheiros estavam fechados por causa disso e as capelas precisavam ser limpas pelas famílias dos mortos”, disse ele. “Da parte da Saúde, só a Roche e a Abbot nos reclamavam R$ 233 milhões.”


7 comentários

  1. paranaense
    sábado, 8 de abril de 2017 – 16:31 hs

    Acho engraçado ,quando voce é candidatoa um cargo politico que vai ser substituido sabe do rombo pois é um dos temas politiqueiros,agora vim dizer que herdou isso ja é brincadeira, eu ouço desculpas toda vez que um politico assume para adminstar o municipio o estado ou a federacao, eu pergunto entao porque se candidata se sabe que vai herdar ora demagogia barata tomem vergonha na cara o rombo é deixado por voces mesmo s politicos que estao preocupados em ficar milionarios com dinheiro publico sem deixar vestigio para nao se encomodar.

  2. João
    sábado, 8 de abril de 2017 – 16:47 hs

    O vereador professor Galdino já dizia que Curitiba estava no vermelho desde 2013 e ele sofreu nas mãos daqueles vereadores corruptos e sem escrúpulos que armou várias emboscadas para ele ser prejudicado e deixar de lutar. Mas como ele é boca dura, forte e corajoso, enfrentou os corruptos até o fim de seu mandato em 2016, já que ele não quis se candidatar de novo.

  3. juca
    sábado, 8 de abril de 2017 – 17:46 hs

    Priemiro: Então ele quando se candidatou e nem na campanha sabia disso?
    Se sabia ficou quieto!
    E, se tinha conhecimento, prometeu algo que não poderia entregar.
    Até aí vamos admitir que há a tal dívida. Mas, para um “engenheiro, urbanista e ex prefeito e outros tírulos”, dizia: ” Fruet se não sabe fazer , deixa que eu faço”
    Então será que ele não está confundindo as dívidas, , aquelas que chamam de consolidada e dívida fundada, ou ainda empréstimos contraídos e coisa e tal?
    Agora o dito por aqui “mimimimi do Greca” não pode ele jogar a culpa nos funcionários, ativos, aposentados , pensionistas, pois assim ele como aposentado engenheiro e urbanista também tem essa pseuda culpa.
    Parece que a solução é uma só : Cair em cima do lombo do funcionalismo, quer ativo e inativos, principalment4e com a cópia do que foi feito no estado, meter a mão no fundo de reserva do IPMC, que até hoje ele não disse quanto tem nesse fundo.

  4. Antonio Reis Pereira
    domingo, 9 de abril de 2017 – 15:25 hs

    DESCULPA COPIADA,,,DECORADA E PUBLICADA,,,,,MAS JÁ TÁ VENCIDA ESSA DESCULPA O FRUET ALEGOU A MESMA COISA,,,INCLUSIVE QUE A DIVIDA ERA MAIOR QUE ESTA,,,,,TUDO DESCULPA ESFARRAPADA,,,,QUEM DUVIDAR QUE VÁ CONFERIR?????

  5. Observador Atento
    domingo, 9 de abril de 2017 – 22:17 hs

    A justificativa do prefeito Rafael Greca merece uma análise partindo-se do que ocorreu e não ocorreu no governo fracassado de Gustavo Fruet:
    1) Não houveram concursos e admissões de funcionários concursados, ou seja, a folha com funcionários de carreira não cresceu; 2) Não ocorreram aumentos para o funcionalismo além da inflação; 3) A inflação nos 4 fatídicos anos do governo Fruet não foi superior a 28%, segundo indices divulgados; 4) Muitos funcionários se aposentaram ao longo do governo Fruet, com consequente abatimento na folha de pagamento, Bem como se justifica um aumento de 70% nas despesas com pessoal? A se considerar que a informação é veridíca, o aumento deve-se, unicamente e exclusivamente, aos cargos comissionados. A considerar esta hipótese como verdadeira, basta ao prefeito Rafael Greca cortar os cargos comissionados. É de conhecimento público que Greca, infelzmemte, adotando a mesma política “fruestrante” de Fruet, menosprezou competências existentes no quadro de pessoal e trouxe comissionados para ocupar cargos importantes, muitos deles sem a mínima competência para tal.

  6. Laertes Marcondes Lopes
    segunda-feira, 10 de abril de 2017 – 8:43 hs

    O Grega, é a clara figura do politiqueiro enganador. É só verificar os resultados por onde passou, no ministério foi um grande fiasco, na cohapar seu maior feito foi gastar com o cartão corporativo em lautos jantares, na celebração dos 500 anos nos envergonhou, viveu chupinzando o IPPUC ate se aposentar.
    E uma pessoa que não tem competência para administrar a própria pança é ridículo.
    E nunca terá a menor competência de gestor, o que daqui para frente sera exigido de candidatos, e não terá mais aquela de diplominha fajuto.

  7. Sou sem noção
    segunda-feira, 10 de abril de 2017 – 14:40 hs

    BANDO DE QUE?

    NÃO EXISTE ADJETIVO PARA QUALIFICAR ESSE BANDO DE PÓLITICOS PARANAENSES.

    E SÃO TODOS, DESDE O MUNICIPIOZINHO DE 2000 HABITANTES, ATÉ O NOBRE ESTADO COM SEUS 12.000.000 DE HABITANTES.

    TENHO VERGONHA DE VOCES.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*