Desmonte das UPAs | Fábio Campana

Desmonte das UPAs

Uma das plataformas mais batidas na campanha de Rafael Greca era a que falava sobre saúde. Entre acabar com filas, melhorar serviços, agilizar atendimentos, prometeu mundos e fundos.

A novidade do momento é que a Secretaria Municipal de Saúde planeja fechar cinco das dez UPAs de Curitiba. A ideia é de que os locais sejam transformados de unidades de pronto-atendimentos para atendimento de especialidades.

Estão na lista as UPAs da Fazendinha, Boqueirão, Campo Comprido, Pinheirinho e Matriz (que fica dentro do Hospital de Clínicas), são bairros populosos, e quem mora nesses lugares, a partir da modificação, terá que encontrar atendimento em pronto-socorros ou hospitais credenciados pelo SUS.


Um comentário

  1. Juca
    sábado, 29 de abril de 2017 – 2:42 hs

    Isso é a recompensa do eleitor de boa fé que votou no rapaz alegre e deslumbrado de Curitiba!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*