Curitiba entre as cidades mais violentas do mundo | Fábio Campana

Curitiba entre as cidades mais violentas do mundo

da Banda B

O Brasil foi o país com o maior número de cidades entre as 50 mais violentas do mundo em 2016, segundo a lista divulgada nesta quinta-feira (07/04) pela ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal. O país possui 19 municípios no ranking. Curitiba é a única cidade da Região Sul na lista, que não conta com cidades como Rio de Janeiro e São Paulo.

“Das 50 cidades da lista, 19 estão no Brasil, oito no México, sete na Venezuela, quatro nos Estados Unidos, quatro na Colômbia, três na África do Sul, duas em Honduras, uma em El Salvador, uma na Guatemala e uma na Jamaica”, afirmou a ONG.

Na décima posição no ranking, Natal é a cidade mais violenta do país, com 69,56 homicídios por 100 mil habitantes. O município é seguido por Belém e Aracaju.

A lista inclui ainda Feira de Santana (15º), Vitória da Conquista (16º), Campos dos Goytacazes (19º), Salvador (20º), Maceió (25º), Recife (28º), João Pessoa (29º), São Luís (33º), Fortaleza (35º), Teresina (38º), Cuiabá (39º), Goiânia (42º), Macapá (45º), Manaus (46º), Vitória (47º) e Curitiba (49º).

Com 130,35 homicídios por 100 mil habitantes, Caracas, na Venezuela, aparece no topo do ranking das mais violentas do mundo, seguida por Acapulco, no México, e San Pedro Sula, em Honduras. Segundo a ONG, a repetição da posição da capital venezuelana por dois anos seguidos confirma a crise criminal no país.

Em relação a 2015, duas cidades brasileiras deixaram o ranking no ano passado: Porto Alegre e Campina Grande. Segundo a ONG, os níveis de violência na América Latina não são uma surpresa e refletem a impunidade. No Brasil, ela atinge 92% dos homicídios, na Venezuela, El Salvador e em Honduras, chega a 95%.

A lista da ONG é baseada no número de homicídios por 100 mil habitantes e analisa municípios com mais de 300 mil habitantes.


12 comentários

  1. Observador
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 10:28 hs

    Se não houver mudanças urgentes na área de segurança, a tendência é piorar. Só não vê quem não quer, ou acredita em “blá…blá…blá”.

  2. Silvio
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 10:43 hs

    Tá certo que nossa cidade não é mais um reduto tão seguro, mas como confiar em uma pesquisa que ignora Rio e SP como lugares perigosos…
    Só pode ser brincadeira!!!

  3. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 14:23 hs

    -O que esperar da Segurança Pública do Estado do Paraná???
    -Falta de verbas, de projetos e planos para efetivo combate à criminalização, de pessoal, de treinamento, de investimento???
    -Não sei o que se passa nas araucárias!!!!

  4. Humberto Bridi
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 14:44 hs

    Informação é só informação.
    Em outra pesquisa, Curitiba aparece como a melhor cidade do Brasil para morar.
    Apesar da violência!?

  5. Luiz Henrique
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 15:24 hs

    A violência em Curitiba está de fato elevada, como já dito pelo Silvio: “como confiar em uma pesquisa que ignora Rio e SP como lugares perigosos”?

  6. NA CORDA BAMBA
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 15:38 hs

    Para quem habita na grande Curitiba há décadas sabemos que a
    violencia chegou tal como no Rio de Janeiro. Modernidade, progres-
    so e grana circulando traz malfeitores aos montes, porem não acre-
    dito que seja a quinta cidade mais violenta. Basta andar de colete
    à prova de balas e carro blindado…

  7. Karamba
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 15:44 hs

    Pesquisa cucaracha sem RJ nem SP? Quaá quá quá

  8. DOUTOR OTTO
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 16:00 hs

    Das 50 cidades mais violentas listadas pela ONG mexicana, Curitiba está na 49a. posição. Logo, se tivessem incluído São Paulo e Rio de Janeiro, Curitiba estaria fora desse ranking.

  9. rodrigues
    sexta-feira, 7 de abril de 2017 – 18:50 hs

    A referida pesquisa ta furada, pois nao consta a cidade do Rio de Janeiro entre as 50, que pesquisa e essa.

  10. sábado, 8 de abril de 2017 – 10:37 hs

    CURITIBA NAO É MAIS O PARAIZO QUE VENDEM NAS MIDIAS,,,MUITA COISA MUDOU PRA PIOR,,,TEMOS QUE CUIDAR MAIS E OU NAO PODEREMOS MAIS SAIR DE CASA URGENTE…………

  11. Taka na Maskara
    sábado, 8 de abril de 2017 – 23:20 hs

    No ano passado também foi divulgada uma lista com as 150 cidades mais violentas do Brasil, e nelas também não constavam SP e RJ, nem Curitiba. Por outro lado, várias cidades pequenas do Paraná estavam perto do topo junto com cidades do Nordeste, ou seja, se Curitiba é proporcionalmente violenta, imagina as pequenas perto da fronteira ou mesmo na região metropolitana.
    A verdade é que a mídia esconde muito a criminalidade fora do eixo Rio-SP, por exemplo, São Francisco do Sul (SC) tem 40 mil habitantes e sabem quantos homicídios a cidade teve em 2016? incríveis 34, das cidades do porte dela, ela seria das mais violentas do Brasil e talvez do mundo, só que a mídia não divulgou esses casos.

    Mas Florianópolis está se superando esse ano, até agora já teve quase 70 MORTES VIOLENTAS, e a cidade não tem nem 500 mil habitantes, proporcionalmente Floripa é mais violenta que Londrina, que Maringá e talvez supere Porto Alegre e Curitiba, se os ataques continuarem até o final do ano.

  12. Caio de Moraes Lobo
    sábado, 15 de julho de 2017 – 14:03 hs

    Estou a pouco tempo em Curitiba, mas sempre vejo casos de violência que são até absurdos. Sou paulista e não me sentia tão inseguro, pois o centro da cidade há muito movimento, a violência está concentrada na periferia, mas em Curitiba está pulverizada em toda a cidade.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*