Collor acusado de cometer peculato | Fábio Campana

Collor acusado de cometer peculato

A Polícia Federal concluiu relatório do inquérito que apura a interferência de Fernando Collor na BR Distribuidora para a assinatura de contratos com a empresa Laginha Agro Industrial, do usineiro alagoano João José Pereira de Lyra.

Segundo a PF, Lyra foi beneficiado com contrato de mútuo de R$ 5 milhões e uma linha de crédito de R$ 2,2 milhões, mesmo sem oferecer garantia suficiente para a operação.

“A investigação apurou que a contratação somente ocorreu após a intervenção direta do senador Fernando Collor junto ao presidente e diretores da BR Distribuidora”, diz a PF. O senador deverá responder por peculato.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*