Amigos, amigos… negócios à parte? | Fábio Campana

Amigos, amigos… negócios à parte?

Michel Temer e Gilmar Mendes são amigos. Mendes vai julgar Temer. Juristas consideram mau negócio. Dizem que essa relação é inadequada e levanta dúvidas sobre a imparcialidade do ministro para conduzir o processo e julgar o presidente. O Código de Processo Civil prevê que juízes não podem julgar “amigo íntimo” nem “aconselhar alguma das partes acerca do objeto da causa (que está em julgamento)”. Nessas situações, é preciso se declarar “suspeito”. O que Gilmar Mendes é nesta história toda é suspeito.


Um comentário

  1. FUI !!!
    quarta-feira, 5 de abril de 2017 – 5:48 hs

    Não adianta. Aqui no Brasil tudo pode !!! E os resultados são de-
    sastrosos…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*