Rossoni diz que o Estado quer ampliar a parceria com a iniciativa privada | Fábio Campana

Rossoni diz que o Estado quer ampliar a parceria com a iniciativa privada

rossoni

O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni participou na noite de segunda-feira (7) da posse dos novos integrantes do Conselho Político da Associação Comercial do Paraná (ACP). O conselho será coordenado pelo ex-governador Mario Pereira e terá a participação de empresários, profissionais liberais e jornalistas que atuam na economia e política paranaense.

Rossoni fez um relato das atividades do Governo Beto Richa e apresentou dados de investimentos em saúde, educação, segurança e infraestrutura. O chefe da Casa Civil reforçou a disposição da administração estadual em trabalhar para ampliar a parceria com a iniciativa privada.

“Reconhecemos o sacrifício imposto à sociedade com as medidas de ajuste fiscal, mas vale destacar que nosso foco é retribuir os 11 milhões de paranaenses que ajudaram e continuam ajudando o Estado a passar por esta fase difícil da vida nacional”, afirmou Rossoni, elogiando a iniciativa da ACP em criar um Conselho Político.

RESPONSABILIDADE – Rossoni destacou que a crise econômica reduziu as receitas do Estado, mas com as ações adotadas desde 2014 foi possível manter as finanças em equilíbrio. “Apesar das pressões externas, inclusive de viés político, não cedemos ao apelo da irresponsabilidade fiscal”, disse. “Fizemos um ajuste bem sucedido porque também incluímos medidas duras e permanentes de redução das despesas de custeio”.

“Vamos manter os pés firmes no chão, cientes de que o reaquecimento da economia pode demorar. Não nos afastaremos um único centímetro da nossa determinação de manter o equilíbrio das contas”, prosseguiu o chefe da Casa Civil. “É um equilíbrio delicado, guiado por escolhas que precisamos fazer todos os dias, com serenidade e discernimento. Esperamos poder contar com o setor produtivo nesta tarefa”.

CONSELHO – O presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Gláucio Geara, disse que a entidade, mesmo independente e apartidária, sempre esteve envolvida com as questões políticas e o Conselho vai ajudar a orientar a direção nas medidas em defesa da democracia. “Em seus 127 anos de trajetória histórica, esta Casa jamais se omitiu da luta em defesa da democracia”.

Coordenador do Conselho Político, o ex-governador Mário Pereira, afirmou que a educação deveria ser a maior preocupação do setor público e da iniciativa privada. “Na educação, o País continua patinando”, disse. Ele também ressaltou o papel institucional da Associação e destacou que há interesse em contribuir com a gestão pública. “Queremos colaborar para que os governos se saiam bem. Não só no Paraná, mas também no Brasil”.

(foto: assessoria)


2 comentários

  1. terça-feira, 7 de março de 2017 – 20:27 hs

    Conselho de peso! Pois o ex-governador Mario Pereira pessoa competente, séria, humilde e amigo dos amigos. Esse sabe conduzir politica com seriedade! João feio

  2. medonho
    quarta-feira, 8 de março de 2017 – 2:22 hs

    Quando se fala em parceria entre estado e privado cria uma certa apreensão> O estado é ineficiente pesado, lento e burocrático. Enquanto a iniciativa privada, no Brasil que tem maior carga tributária, é sobrevivente numa terra inóspita de crises recorrentes.
    O estado atrapalha com intervenções, pois, tudo que arrecada fica atrelado aos excessos de sua propria manutenção e muito pouco retorna na forma de investimento.
    Este ciclo vai minando as forças das empresas que perdem competitividade com os importados, acarretando maior risco, desestimulando a classe empresarial. O jeito é mudar para terras que oferecem melhores condições.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*