Redução na exportação de carne já afeta produtores, diz Blairo Maggi | Fábio Campana

Redução na exportação de carne já afeta produtores, diz Blairo Maggi

A queda nas exportações em decorrência da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, começa a afetar a produção, disse nesta quarta-feira, 22, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Ele disse ter conversado com alguns produtores que relataram, por exemplo, que os frigoríficos que processam carne bovina pararam suas compras, diante das incertezas sobre os embarques para mercados como a União Europeia e a China. No mercado de suínos, compras de carne para processar que normalmente são feitas às segundas foram adiadas para quarta ou quinta-feira.

Por isso, há pressa no destravamento das exportações, pois o ciclo de produção de carnes é curto e não há como adiar por muitos dias os abates. Além disso, há problemas de armazenamento. As informações são do Estadão.

Maggi disse ter recebido a boa notícia que o Japão restringirá sua limitação de compra aos 21 estabelecimentos alvos da operação. Esses estabelecimentos, de toda forma, já estão impedidos de exportar por decisão do próprio governo brasileiro, que não tem emitido licenças de exportação. “Quero crer que estamos indo por um bom caminho”, disse. “Falta um posicionamento definitivo da Comunidade Europeia e da China. Resolvidos esses dois assuntos, podemos respirar um pouco.” O ministro disse que pretende viajar aos principais mercados para dar garantias “olho no olho”.

PF. O novo posicionamento da Polícia Federal (PF), admitindo que os problemas encontrados na Operação Carne Fraca são pontuais, é um fator importante para a retomada das vendas de proteína animal ao mercado interno, avaliou Blairo. “A população confia muito na PF”, comentou.

No último fim de semana, o ministro criticou a forma como a operação foi comunicada à população. Segundo ele, foram divulgadas informações errôneas, como a da mistura de papelão aos embutidos. Além disso, as análises laboratoriais foram questionadas. Ontem, o diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello, esteve no Ministério da Agricultura para tratar de uma maior participação dos técnicos na avaliação das informações.


3 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 22 de março de 2017 – 15:08 hs

    O Brasil vai virar mingau.

  2. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 22 de março de 2017 – 17:06 hs

    -O Governo Federal está tão preocupado com as exportações de carnes para outros países que esqueceram de mencionar o mercado interno brasileiro. E como fica a confiança da população brasileira, autoridades???
    -Os órgãos federais não mencionaram nada na imprensa sobre como proceder as vendas no mercado interno….estamos sem nenhum explicação!!!
    -O mercado externo responde por 20% da carne produzida no Brasil e quanto aos 80% que seriam para o consumo interno???
    -Esta operação que a PF defragou sobre a produção de carnes no Brasil será a ponta do iceberg para demais operações em outros setores que utilizam o mesmo esquema: corrupção, funcionários públicos corruptos, empresários gananciosos e doação para campanhas políticas….foi assim com a Odebrecht, agora com ramo das carnes e será outro setor onde alguns poucos empresários dominam um grande setor produtivo.

  3. Pixuleco
    quarta-feira, 22 de março de 2017 – 19:43 hs

    Envenenar pode…..roubar pode……denunciar o crime não pode…..que fechem todas as empresas que vendem produtos adulterados…..morram bandidos, deem essa carne podre para seus filhos, seus pais, suas famílias, que morram podres….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*