Protesto "Vi nada" cobra presença da Urbs | Fábio Campana

Protesto “Vi nada” cobra presença da Urbs

Com a realização de uma “vi nada”, em analogia a ausência da Urbanização de Curitiba (Urbs) nas mesas de negociação, motoristas e cobradores de ônibus realizaram um protesto em frente à sede da autarquia no final da tarde desta quinta-feira (16). Com caminhão de som, a categoria pedia um encontro com o presidente da Urbs, José Antonio Andreguetto, o que aconteceu por volta das 17h30.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus (Sindimoc), Anderson Teixeira, o protesto acontece diante de uma falta de presença da Urbs nas negociações e o objetivo é cobrar. “Os empresários estão apáticos à realidade dos trabalhadores e a Urbs não se posiciona. A única coisa que ela fez foi pedir frota mínima e multa. Hoje a população está rodando com 50% da frota e isso não é suficiente para o trabalhador. Queremos sensibilidade para que venham a cobrar uma atitude dos empresários”, disse. As informações são da Banda B.

(Foto: Antônio Nascimento – Banda B)


3 comentários

  1. eleitor desmemoriado
    quinta-feira, 16 de março de 2017 – 18:59 hs

    O sindicato dos motoristas e cobradores é tão fraco assim a ponto de pedir a mediação da Urbs nas negociações entre eles e os patrões? Para quê serve sindicato assim, só para ter médico e farmácia vendendo remédios a preços módicos?

  2. João Silva
    quinta-feira, 16 de março de 2017 – 22:05 hs

    Pois é…enquanto isso a população da cidade sifu…o Sr Anderson Teixeira deveria ser preso se a Justiça fosse correta. Deixa bem claro que ou o poder público segue.seus desejos ou a população paga o preço…isso é chantagem…a Justiça em prol da população deveria imediatamente aumentar a multa e cancelar está greve e o poder público se negar a negociar com os bandoleiros….além de jaula para este senhor.

    Enquanto as pessoas não entenderem que o que Ferra a vida da população e dos profissionais tanto da educação quanto dos educadores são os sindicatos, nas mãos desses bandidos como o Teixeira a Marlei e o Hélio…ferram o povo é quem trabalha, buscando benefícios pessoais para si e os seus…nunca é demais lembrar que recentemente os líderes de ambos sindicatos foram candidatos em eleição..e existem denúncias que o dinheiro dos educadores.e dos motoristas e cobradores serviram para campanha

  3. Juca
    sexta-feira, 17 de março de 2017 – 10:44 hs

    Agora essa petezada está na salsicha ou vina, como queiram. Acabou a mortadela de 2ª?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*