'O Brasil tem cerca de 17 mil sindicatos' | Fábio Campana

‘O Brasil tem cerca
de 17 mil sindicatos’

Rogério Marinho, relator da reforma trabalhista na Câmara, não tem dúvida que o imposto sindical deve acabar. “O Brasil tem cerca de 17 mil sindicatos. Esse número por si só é uma demonstração cabal de que há uma distorção.”

No entender do deputado, com o fim da obrigatoriedade, os sindicatos terão de desenvolver ações sérias para convencer os trabalhadores a contribuírem. “Vamos separar o joio do trigo.”


15 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 29 de março de 2017 – 15:47 hs

    A reforma tem que acabar o imposto sindical patronal e laboral, que e uma verba pró-peleguismo, imune a fiscalização do TCU e que garante que pelegos se perpetuem nos cargos de direção, inclusive recebendo polpudos vencimentos, regalias e mordomias. Aliás, hoje muitas entidades patronais também pagam soldadas régias aos seus dirigentes. Outra contribuição que tem que ser extinta é a do Sistema S, arrancada compulsoriamente das empresas e que financia um gigantesco cabide empregos, de mordomias e de palácios suntuosos para seus dirigentes. Chega de peleguismo à custa do dinheiro público.

  2. Dionleno Silva
    quarta-feira, 29 de março de 2017 – 16:00 hs

    Até que enfim uma notícia boa.

  3. Jorge
    quarta-feira, 29 de março de 2017 – 16:45 hs

    Eles poderiam criar um sindicato que representasse os 17.000 sindicatos.

  4. Zé Venancio
    quarta-feira, 29 de março de 2017 – 17:04 hs

    Descontados os sindicatos como da Força Sindical, que surgiram apenas para seus dirigentes se pendurarem nas tetas do governo e seu dinheiro público distribuído à rodo, os demais são extremamente necessários!
    Imagine se trabalhadores não se organizassem coletivamente para brigar contra as oligarquias e conchavos político – econômicos que comandam a nação e a vendem ao capital especulativo estrangeiro???
    Separar o joio do trigo é fundamental. Mas para o negócio dar certo, não se pode dar essa missão aos filisteus do Congresso Nacional…

  5. eleitor desmemoriado
    quarta-feira, 29 de março de 2017 – 18:51 hs

    e não é para menos, com uma legislação trabalhista vinda lá dos tempos do Getúlio não podeira ser diferente. Algumas coisas mudaram em Pindorama mas outras insistem em viver nos tempos da ditadura getulista, aquela que acabou em 1945. Pelo menos a classe trabalhadora e patronal não podem reclamar de falta de representatividade, existem 3 ou mais sindicatos por cidade, e temos mais de 5500 cidades no País.

  6. Do Interior...
    quarta-feira, 29 de março de 2017 – 19:02 hs

    Jorge e Dioleno. Vocês dois tem razão….

  7. JÁ ERA...
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 6:41 hs

    O nosso país já cresceu torto desde que Cabral chegou por aqui.
    Hoje até os índios cobram taxas para passar por “suas terras”…
    que terras !? E o número de sindicatos e de partidos políticos demonstram que o Brasil já era. Cresceu torto e vai morrer torto. Se fosse parteira diria que nasceu a criança; jogaram fora a criança e criaram a placenta. Triste realidade…

  8. Luiz Antônio
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 7:24 hs

    Caro Jorge – 16,45 hs, parece piada, mas isso já existe no Brasil, Sindicato de Sindicato.

  9. Recruta Zero
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 9:42 hs

    A sangria compulsório do bolso dos trabalhadores tem que cessar, pois nunca deveria ter existido. Basta de enriquecer parasitas e sanguessugas.

  10. ieto
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 9:43 hs

    Ufa! Põe esse bando prá trabalhar.

  11. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 9:45 hs

    Fora o Sindicato do Crime. Constituido pelos citados pelo MP e que tramam, abertamente, com a criação da tal Lista Fechada e com a lei que inibe autoridades judiciais, escaparem das operações da Lava Jato.

  12. Cecatto
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 9:49 hs

    Esta contribuição não é obrigatória não devemos pagar estes marginais, basta fazer uma carta ao RH de sua empresa e pedir para não ser descontado, pois os sindicatos não fazem nada pelo trabalhador mas sim para seu interesse próprio e pessoal.

  13. Azedo
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 9:53 hs

    Sindicato no Brasil é igual a quadrilha de chantagistas formada por parasitas sem nenhuma especialização profissional. Dispensáveis em 100% das vezes.

  14. Centauro
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 12:52 hs

    Sindicatos, cujos pagamentos são obrigatórios (compulsório)
    “Isto é uma Vergonha”.

  15. Helena
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 21:34 hs

    Por isso que tem muita gente que vota em Lula e PT, ajudaram a falir o País.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*