Novo ministro, Aloysio é investigado no STF por crime eleitoral | Fábio Campana

Novo ministro, Aloysio é investigado no STF por crime eleitoral

Escolhido hoje pelo presidente Michel Temer para o Ministério das Relações Exteriores, o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) vai reforçar a fila de investigados do governo. Em setembro do ano passado, o ministro Celso de Mello, do STF, determinou a abertura de inquérito contra o tucano para apurar envolvimento em possível crime eleitoral de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

A investigação foi aberta com base em delação premiada do empreiteiro Ricardo Pessoa que disse à Procuradoria-Geral da República (PGR) que Aloysio teria recebido R$ 300 mil de forma oficial e R$ 200 mil em dinheiro de caixa dois para sua campanha ao Senado em 2010. O empresário afirmou que as doações, oficiais ou não, eram pagamentos de propina para obtenção de contratos com a Petrobrás. As informações são do Estadão.

Aloysio diz que as acusações são “absurdas”. “É simplesmente absurda a mera suposição de que eu, oposicionista notório e intransigente aos governos do PT, pudesse favorecer negócios na Petrobrás”, afirma.


2 comentários

  1. eleitor
    quinta-feira, 2 de março de 2017 – 17:20 hs

    nosso pais se tornou uma Gothan City, com uma diferença ,aqui até o batmann é corrupto

  2. Nosferatu
    sexta-feira, 3 de março de 2017 – 19:44 hs

    Quando será o dia em que o presidento vai indicar um ministro sem qualquer tipo de bronca, totalmente isento de qualquer tipo de suspeita? O cara a cada dia que passa mais vai ficando à cara da infeliz, só está faltando começar a falar e se esquecer do já que tinha dito.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*