Meirelles é "porra louca", diz o velho Requião | Fábio Campana

Meirelles é “porra louca”,
diz o velho Requião

Ao Paraná Portal, o jornalista Pedro Ribeiro diz que o senador Roberto Requião (PMDB) voltou a jogar para a platéia nesta sexta-feira, durante Audiência pública sobre a Reforma da Previdência chamando os holofotes para si. Disse, segundo Ribeiro, que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles é um “porra louca” e sustentou que a Reforma da Previdência não vai passar no Congresso.

O polêmico e conturbado senador insistiu, novamente, na sua tese de setenta e poucos anos de que tudo é entregue ao capital financeiro. “O que se pretende dentro dessa proposta de Estado mínimo é entregar a previdência pública para o capital financeiro, para os grandes bancos nacionais e internacionais.”

Segundo ele, essa proposta não passa no Congresso Nacional. Na Bancada do PMDB que, teoricamente, seria uma bancada de apoio ao governo, há praticamente uma unanimidade contra a proposta de deformação da previdência social. O governo vai ter que recuar. Não há mais como sustentar essa bobagem que prejudica os trabalhadores brasileiros”, disse o velho Requião.


11 comentários

  1. Atento
    sexta-feira, 31 de março de 2017 – 19:04 hs

    O pior é que desta vez, Requiao tem razão.

  2. clarice franze
    sexta-feira, 31 de março de 2017 – 19:29 hs

    ESTE É O SENADOR QUE NOS REPRESENTA NO SENADO FEDERAL

    SEM EDUCAÇÃO, SEM RESPEITO. DESPUDORADO, LOUCO VARRIDO.

    NA POSSUI FLEUMA, NÃO SABE REPRESENTAR SEM OFENDER O PROXIMO…ELE SE ACHA O MAXIMO…MAS É SÓ UM ESTUPIDO, UM ESTUPIDO A MAIS NO SENADO, SOMA-SE AOS OUTROS DESELEGANTES DA CAMARA FEDERAL E QUANDO DAMPS ´POR CONTA SÃO OS NOSSOS REPRESENTANTES………ACORDA BRASIL. 2\2018 VEM AI. O VOTO AINDA ESTA EM NOSSAS MÃOS.

  3. sexta-feira, 31 de março de 2017 – 20:16 hs

    Velho porra loca e a Maria loca..

  4. JÁ ERA...
    sábado, 1 de abril de 2017 – 7:23 hs

    Veja você no espelho Requião !!!!!

  5. medonho
    sábado, 1 de abril de 2017 – 7:25 hs

    Deveria também refletir sobre sua aposentadoria precoce como governador, inconcebível, ilógico, irreal. Algo somente aceitável quando se tem clã dominante (poder oligarquico).
    Assim como todos os governantes incapazes de administrarem com os recursos que possuiem, estão de olho nos fundos de pensões, aposentadoria, acabarem de vez com o mínimo de dignidade que resta ao pobre trabalhador que já tem de trabalhar ininterruptamente 35 anos, querem a todo custo implantar aposentadoria póstuma.
    Bando de sacanas que estão neste governo, distribuiem auxílios, vantagens, gastos ilimitados auxílio doença para os parlamentares, etc.
    Este país está todo errado, desumano dominado pelo fisiologismo escancarado. A sociedade tem de pagar pelo que não recebem.

  6. henry
    sábado, 1 de abril de 2017 – 11:28 hs

    SE O MEIRELLES É PORRA LOUCA, O QUE VEM A SER ESTE ESCLEROSADO “comedor de mamonas”? LOUCA PORRA??

  7. A CULPA É DO FHC
    sábado, 1 de abril de 2017 – 11:34 hs

    CERTO ESTÁ VOCÊ REQUIÃO:

    “CARTA DE PUEBLA”
    “BAIXA OU ACABA”,
    “FERREIRINHA,
    “ESTRADAS DA LIBERDADE”,
    “PANELA CHEIA”,
    “CPI DOS PRECATÓRIOS”
    “FERRARI EM MONTEVIDEO”
    “IRMÃOS DO MELHOR SECRETARIO DE EDUCAÇÃO DO MUNDO”

    EM MATÉRIA DE “PORRA LOUCA” ACHO QUE VOCê REQUIÃO É O CAMPEÃO

  8. BinLaden
    sábado, 1 de abril de 2017 – 13:45 hs

    Pode ser que Meirelles seja “porra louca”, deve ser primo do “Maria Louca” ,
    o comedor de mamona…

  9. Juca
    sábado, 1 de abril de 2017 – 18:48 hs

    Pelo jeito o velho gagá continua tomando GBardenal contrabandeado do Paraguai!

  10. NA CORDA BAMBA
    domingo, 2 de abril de 2017 – 6:49 hs

    Se o Requião acha Meirelles porra louca, os dois são irmãos porque
    o Req é chamado de Maria louca…

  11. Recruta Zero
    segunda-feira, 3 de abril de 2017 – 15:11 hs

    Creio que já passou o tempo de dar espaço para esse cara. Trazê-lo para o debate é o que ele mais quer para expor suas ideias estapafurdias.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*