Greca desagrada servidores e agora pode enfrentar greve | Fábio Campana

Greca desagrada servidores e agora pode enfrentar greve

Os servidores municipais farão assembleia nesta sexta (31) para decidir se entram ou não em greve. Rafael Greca desagradou toda a categoria municipal com o seu pacote de maldades. Entre as medidas anunciadas pelo prefeito, estão o adiamento da data-base da categoria, de março para novembro, a suspensão do plano de carreira e alterações na licença prêmio e no 13° salário. Para o sindicato, em editorial escrito nesta segunda-feira, Greca escolheu os servidores como inimigos.


9 comentários

  1. TO DE OLHO
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 10:54 hs

    Se quer guerra tera , se quer paz tera em dobro!!!
    Louco Da Escuridao

  2. Aguirre
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 11:39 hs

    Parece que depois de muito tempo Curitiba tem um prefeito disposto a exercer sua autoridade.
    .

  3. Servidor....
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 12:17 hs

    Quem é “INTELIGENTE”, não está reclamando…..Palavras do Pref. hoje…

    Então depois de 29 anos de Pref. sou chamado de BURRO por tabela…..

  4. Joao SIlva
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 12:32 hs

    Olhe….não acharia Greca o pref. ideal…mas devido a fanfarronice do sr Ney (o qual admiro em seu trabalho no Legislativo), e os demais candidatos, era o menos pior….
    No entanto, algumas coisas tem que ser feitas em relação as contas. Os anos investindo em funcionalismo público, benesses, entre outras coisas, cobram um preço que, infelizmente, vamos pagar.
    Acho sim que anda faltando comunicação ao prefeito, um pouco mais de autoridade. No entanto, choca vermos os funcionários públicos, através de sindicatos, fazerem tantas ameaças sem nenhum tipo de punição.
    Neste caso, Greca tem que dar uma banana para esta gente…Um prefeito tem que servir ao moradores da cidade, e não aos funcionários municipais.
    Passou a hora de votarem projetos de leis que permitam a demissão de funcionários perdulários, que ameaçam greves a toda hora…enquanto o restante paga o pato….
    Eles escolheram servir ao público, estão p da cara, venham fazer companhia a nós na vida privada e ver o que é bom…

  5. Bad
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 13:55 hs

    Autoridade é uma coisa! Desrespeito e autoritarismo é outra! E não venha com essa conversa, Sr. Greca, de que Curitiba não é só funcionalismo. Isso é uma frase feita e pronta com a intenção de jogar a população contra os servidores. Quer economizar? Que tal começando então por abrir mão de seu salário que é mais de R$ 20.000,00 por mês e abolindo os cargos de comissões???
    Você não era o bom? Que dizia saber resolver os problemas de Curitiba??

  6. DO POVÃO
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 14:40 hs

    o minimo que os servidores publicos municipais deveriam fazer é uma GREVE GERAL, para brecar este sem noção.Esta administrando a prefeitura a serviço dos interesses particulares e de empresarios não sabe administrar em periodo de crise, sempre foi riquinho , era só pegar dinheiro da empresa e torrar. esta assaltando o povo e escravizando os funcionarios.è um aprendiz de ditador que aprendeu quando ficou encostado no gabinete do Requião.

  7. izaltino savaski
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 15:34 hs

    COMO DAR BANANA AOS PROFESSORES COM A BANANA MOLE? IMPOSSÍVEL QUANDO ASSUMIU A PM. ELE JÁ SABIA DA SITUAÇÃO, NÃO COMETEU O ERRO DO GUSTAVO QUE PEGOU DO BETINHO CUECA DE SEDA COM FURO DE DOIS ANOS DE IPTU E FICOU QUIETO.

  8. Dana Rossi
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 17:01 hs

    Pisou no Povo com maior aumento nos ônibus e
    Greve dos motoristas , professores, e agora pisa nos funcionários municipais!!
    Prometeu, não acertou com imprensa pois nas eleições estavam do seu lado puxando saco e agora o criticam!!

  9. Sou sem noção
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 17:35 hs

    a prefeitura de Curitiba ta parecendo um Puxadinho do Estado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*