Dirceu, preso desde 2015, critica Sergio Moro | Fábio Campana

Dirceu, preso desde 2015, critica Sergio Moro

Em carta publicada nesta segunda-feira, 27, pelo blog Nocaute, do escritor Fernando Morais, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, preso desde agosto de 2015 e condenado por envolvimento com o esquema de desvios na Petrobrás revelado pela Lava Jato, critica o que chama de “método” do juiz Sérgio Moro, responsável pela operação, e diz que está há três anos sem renda própria e com bens indisponíveis.

Dirceu alega que Moro contraria o entendimento de tribunais superiores e age contra a Constituição ao prorrogar indefinidamente sua prisão preventiva, uma vez que o próprio juiz já condenou o ex-ministro a mais de 30 anos de cadeia em dois processos, e o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os réus podem responder em liberdade até que sejam condenados em segunda instância. Segundo o petista, Moro ignora o princípio da presunção de inocência. As informações são do Estadão.

“Ora, minha condenação no processo Engevix-Petrobrás não transitou em julgado, logo tenho a presunção da inocência, não a culpabilidade. Ou Moro já a revogou? Mas Moro vai mais longe. Diz que ‘o produto do crime não foi recuperado, há outras investigações em andamento e ainda não foi determinada a extensão de minhas atividades’!!! Então Moro já me condena sem sequer ter me investigado?”, questiona Dirceu.

O ex-ministro argumenta que ministros do STF têm dado votos favoráveis ao uso de tornozeleira eletrônica e defendido que a prisão cautelar se aplica “só em último caso”. Na carta, Dirceu faz ainda breve referência a sua vida privada, ao dizer que não tem fonte de renda desde que foi preso. “Todos os meus bens estão sequestrados e arrestados e – com exceção de dois – confiscados”, diz.

O ex-ministro foi condenado por Moro em dois processos envolvendo desvios na Petrobrás, em uma sentença a 11 anos e três meses, e em outra, a 20 anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.


6 comentários

  1. SOLANGE LOPÉS
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 15:10 hs

    Coitadinho dele. Tão injustiçado.

  2. Jorge
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 15:19 hs

    O “método” do juiz Moro já recuperou centenas de milhões de reais que a quadrilha do Lula roubou do povo brasileiro. Dirceu foi um dos principais membros. O cinismo dos petistas querendo exigir “presunção de inocência” pra um delinquente flagrado em seus crimes é incrível. O tarzinho de Fernando Morais deveria ser processado por apologia à corrupção.

  3. BETO
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 15:30 hs

    Quadrilheiro desgraciado. Ladrão, filhote da ditadura fascista de Lula da Silva. Quebraram o Brasil e ainda reclama de estar preso por apenas dois anos. Fique calmo Dirceu pois o que os brasileiros de bem esperam de Moro e ver o chefe da quadrilha, Lula da Silva te fazendo companhia.

  4. terça-feira, 28 de março de 2017 – 16:26 hs

    Engraçado….o fato faz a gente lembrar das declarações do Ciro Gomes. Menos please.

  5. Luiz Eduardo
    terça-feira, 28 de março de 2017 – 18:24 hs

    Coitadinho do Zezinho Dirceu. Planejou todo este reboliço financeiro que mandou o Brasil ao buraco. Só falta dizer que o crime de roubo, propina, desvios de verba pública não são crimes ou dizer que não sabia que tais crimes teriam consequências, se até um ignorante, que por causa da fome rouba uma galinha sabe que há consequências. Só não consigo entender porque a penalização de políticos é tão demorada. Vide lula.

  6. FUI !!!
    quarta-feira, 29 de março de 2017 – 6:19 hs

    Deixa o cara apodrecer na cadeia. A sugestão é que o cara continue lendo o mesmo livro milhares de vezes.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*