Cunha: esse juiz não tem condição de me julgar | Fábio Campana

Cunha: esse juiz não tem condição de me julgar

Condenado nesta quinta-feira (30) a 15 anos e quatro meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) afirma que o juiz Sergio Moro “quer se transformar em um justiceiro político” e tenta usá-lo como “seu troféu em Curitiba”. “Esse juiz não tem condição de julgar qualquer ação contra mim, pela sua parcialidade e motivação política”, escreveu o peemedebista, após a publicação da sentença, de dentro do Complexo Médico Penal paranaense. As informações são da Folha.


6 comentários

  1. PEDROCA DO SUDOESTE
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 17:40 hs

    Tadinho do herói bandido. Afirmou que não nasceu para ser presidiário.Se acha no direito de julgar o meritíssimo. Quando foi para pegar grana pública para se servir, jamais imaginaria que poderia ocorrer isso.

  2. Zé Venancio
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 17:44 hs

    Reclama de tudo e de todos no CMP, o deputado…
    Pão velho, comida ruim, muito frio, muito quente, picuinhas com internos e agentes penitenciários, empáfia com a direção da unidade, etc. , etc.
    Modelo de deputado nacional, Cunha amarga o pagamento do pato de forma solitária…
    Moro, com todo o seu cabedal de futuro mandatário da nação (sim, porquê quem duvida ainda disto?), ignora solenemente os estrilos do ex sócio de golpe de Temer…
    Que venha Moro, então… Mas que mande antes outros facínoras de igual calibre para o xilindró.
    Se o preço a pagar pela limpeza é ter o magistrado da Lavajato no posto maior da nação, que seja, enfim!

  3. Juca
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 19:18 hs

    Tirem o lápis e papel desse condenado. Quer não se queixe muito pois com certeza o juiz levou em consideração a circunstância atenuante de ter dado o pontapé inicial no ato expulsório de Dilma do cargo de “presidenta” desta republiqueta.

  4. Jorge
    quinta-feira, 30 de março de 2017 – 20:59 hs

    A motivação política de Moro é condenar políticos corruptos de acordo com as leis

  5. PEREGRINO
    sexta-feira, 31 de março de 2017 – 7:12 hs

    Além de ladrão, corrupto, mau caráter, lesa pátria ainda se manifesta de forma arrogante!!! Será que esse mau caráter não se enxerga????

  6. SOLANGE LOPÉS
    sexta-feira, 31 de março de 2017 – 18:03 hs

    Moro, dobra a condenção deste vagabundo por desacato à autoridade.Este imbecíl nunca imaginou que um dia ele acabaria atrás das grades. Pensou e tinha certeza que era deus.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*