41 mil paranaenses deixaram planos de saúde em 2016 | Fábio Campana

41 mil paranaenses deixaram planos de
saúde em 2016

do Bem Paraná

A região Sul do País encerrou 2016 com 95,85 mil beneficiários de planos médico-hospitalares a menos do que começou o ano. A queda, de 1,4%, foi puxada pelo Paraná, que perdeu 41,3 mil vínculos (-1,5%) no período analisado. Os números constam na Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB), produzida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), que acaba de ser atualizada e está disponível no site www.iess.org.br.

No Brasil todo, o ano de 2016 teve 1,37 milhão de pessoas deixando os planos de saúde privado, equivalendo a uma queda de 2,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior. O superintendente executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro, explica que a variação se deve, em grande parte, ao cenário econômico negativo e à queda do nível de emprego do País.

“Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho), o saldo de empregos de 2016 ficou negativo em 1,32 milhão de postos de trabalho formal. Como os planos coletivos empresariais (aqueles fornecidos pelas empresas aos seus colaboradores) ainda representam a maior parte dos planos médico-hospitalares no País, é natural que o número de vínculos apresente retração junto com o saldo de empregos formais”, aponta.

Carneiro destaca que o ano poderia ter encerrado com uma redução ainda maior no total de beneficiários. “Como o plano de saúde é o terceiro maior desejo do brasileiro, atrás apenas da casa própria e da educação, os beneficiários de planos de saúde, mesmo desempregados, optam por cortar outros gastos antes de romper o vínculo com a operadora”.

Queda começou no ano de 2015

A queda no número de beneficários de planos médico-hospitalares no Praná começa em 2015. O ano de 2014 terminou com 2.879.938 beneficários de planos particulares, e chegou a ter 2.889.302 em março de 2015. Porém, aquele ano encerrou com 2.886.106 benefícios ativos. O número mais recente de beneficiários do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar é de setembro de 2016, que tinha 2.809.034 pessoas em planos no Estado. Em setembro de 2015 eram 2.888.230 beneficários, uma redução de 79.196 benefícios entre um ano e outro.

A saída destas pessoas do sistema particular acaba sobrecarregando o Sistema Único de Saúde (SUS). Em Curitiba, a demanda teria aumentado em até 40% no ano passado em algumas especialidades por causa da crise econômica.

Com isso, União, Estados e municípios acabam arcando com gastos a mais para manter o sistema de saúde e o atendimento da população.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*