Invasão de núcleos de educação pode prejudicar a folha do magistério | Fábio Campana

Invasão de núcleos de educação pode prejudicar a folha do magistério

unnamed

A invasão dos Núcleos Regionais de Educação pode acabar virando um tiro no pé da APP-Sindicato e causar prejuízo ao magistério. Estas unidades são responsáveis pela operação de toda a rede estadual de ensino e, entre outras obrigações, está a distribuição de aulas, inclusive as extraordinárias, que garante uma renda a mais ao professor.

Esta tarefa precisa acontecer na primeira semana do mês, sob pena do trabalho extra não ser incluído na folha de pagamento do magistério. Além disso, após a distribuição de aulas para os professores efetivos, o Estado faz o chamamento de professores temporários para completar a grade curricular da rede, de modo que não falte educador em sala de aula.

“Com os núcleos ocupados, todo este trabalho fica prejudicado”, afirma o chefe da Casa Civil Valdir Rossoni. Ele reforçou que o governo tem todo o interesse no diálogo com os sindicalistas da APP, ressaltando que toda negociação deve ser pautada pela realidade do Estado e do País.

“Estamos fazendo ajustes internos para honrar os compromissos com os servidores públicos”, afirma Rossoni. “APP não quer perceber que o Paraná faz um esforço enorme para pagar os salários do funcionalismo em dia, diferente de outros estados”, completa o secretário, lembrando que em janeiro a folha incluiu o terço de férias e as promoções e progressões de carreira.

Rossoni explicou que as medidas adotadas pela Secretaria da Educação, com relação a hora-atividade e distribuição de aulas extraordinárias, passaram por um profundo estudo técnico e que vários setores da educação foram ouvidos. “Ouvimos aqueles que querem o diálogo”, ponderou, reafirmando que num momento de crise todos precisam dar uma cota de sacrífico.


9 comentários

  1. Do Interior....
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 17:08 hs

    O diálogo da AP-PT é restrito ao que interessa ao PT. Não pedem coisas possíveis pois o interesse é atingir os adversários do PT, que tem ódio de quem trabalha, de quem paga os impostos, da democracia e do estado de direito.

  2. Ivanildo
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 17:19 hs

    Kkkkk, esse homem é uma comédia.

  3. ANTONIO ALVARO ROSAR
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 18:03 hs

    Não cobra mais a mensalidade na folha de pagamento a App que cobre de outra maneira.

  4. S
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 18:10 hs

    Conta outra moralista, o Betinho Banana só quer dar um calor na professorada e nos aloprados do sindicato pelego.

  5. José
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 18:34 hs

    O governo faz *m e agora a culpa é do PT. Sempre a mesma balela, típico de covardes que não assumem as consequências dos seus atos.

  6. Salvador
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 18:48 hs

    Nada a ver, o cronograma será seguido. Extraordinárias e PSS tem até dia 12 para ser implantado
    Forma de pressionar professores contra a APP. E
    E ninguém tá morrendo de fome.

  7. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 21:35 hs

    Insisto III: Quando o gov. Beto Richa determina a suspensão da contribuição em folha das mensalidades dos professores associados à APP-PT, manipulados por meia dúzia de pelegos lulo-dilmistas?

  8. Adilso Gomes Casonato
    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017 – 22:29 hs

    Ué, mas o suprimento dos professores efetivos vai acontecer nas escolas em que eles estão lotados este ano, não nos núcleos.

    Como que os núcleos estarem fechados vai impedir as escolas de fazer o serviço, que é online?

  9. terça-feira, 31 de janeiro de 2017 – 10:47 hs

    O PT usando e abusando de instituição de classe para atingir seus obscuros objetivos, o governo deve endurecer, da pra ver que nas manifestações usam vermelhos e não passam de meia dúzia de arruaceiros

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*