Ney tem projeto para tratamento digno de animais de rua | Fábio Campana

Ney tem projeto para tratamento digno de animais de rua

unnamed
O deputado Ney Leprevost, líder da Frente Estadual da Saúde e Cidadania, protocolou semana passada na Assembleia Legislativa projeto de lei que fortalece a Política Pública de Tratamento Digno dos Animais de Rua no Paraná. Segundo o projeto, os animais recolhidos deverão ser tratados, vacinados, castrados, chipados e encaminhados para adoção responsável.

De acordo com o texto, cães e gatos abandonados, doentes, vítimas de maus-tratos, atropelados, que se encontrem no perímetro urbano, deverão receber tratamento digno. O Poder Público ficará encarregado de realizar campanhas educativas sobre a necessidade da esterilização, de vacinação periódica, de adoção responsável e de conscientização de que maus tratos e abandono configuram práticas de crime ambiental. O recolhimento dos animas de rua somente ocorrerá após a averiguação da ausência de um responsável.

Segundo o deputado Ney Leprevost “precisamos avançar na efetivação de políticas públicas em relação aos animais. Este tipo de ação é fundamental para dar dignidade e tirar os animais das ruas”, disse.


3 comentários

  1. Nosferatu
    segunda-feira, 19 de dezembro de 2016 – 19:47 hs

    Caro amigo Ney, é louvável a sua sugestão mas, como você bem sabe, ela é irrealizável, e você também sabe que é. Meu gato está doente, está com câncer no olho esquerdo, sabem quanto custa o tratamento sugerido pela oncologista, isto mesmo, médica veterinária oncologista do H V da UFPR, a bagatela de R$1700,00, é mole ou querem mais? E agora o amigão vem com esta proposta mais do que demagógica. Ah, até agora já gastei mais de R$500,00 só em remédios, exame de sangue e radiografia e não levei ainda o gato para começar a terapia sugerida.

  2. VISIONÁRIO
    terça-feira, 20 de dezembro de 2016 – 5:36 hs

    É importante tratar bem os animais, porem a nossa cidade precisa
    urgente de dar uma vida mais decente aos desabrigados de rua que
    continuam dormindo nas marquizes da nossa cidade. Não se trata
    de discriminação mas a cidade ficou abandonada na gestão Fruet.

  3. Zé da Bota
    terça-feira, 20 de dezembro de 2016 – 10:00 hs

    Ney…. tenho certeza de que eu e mais algumas pessoas concordamos com a sua proposta, por outro lado dinheiro público para animais …sempre dá o que falar. O que queremos é um hospital com (pode ser conveniado) tratamento acessível ($$$$). As clinicas se aproveitam do amor que temos pelos bichinhos e cobram o que querem…. exploram sem dó….dia desses levei meu cachorro com diarreia e quiseram cobrar R$ 2.000,00. Não queremos benesse do estado para cuidar dos bichos…. o que queremos são preços acessíveis, ou seja bem monitorados.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*