Assembleia tornou viável equilíbrio das finanças do Paraná, diz Traiano | Fábio Campana

Assembleia tornou viável equilíbrio das finanças do Paraná, diz Traiano

ademar-traiano-com-demian-couto

“No cenário desolador da crise econômica nacional, o Paraná vive uma situação confortável. Nada menos que 10% do Orçamento (R$ 6 bilhões) será aplicado em investimentos este ano. As estimativas que dispomos indicam que a situação deverá ser ainda melhor em 2017”. A análise é do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano (PSDB), ao jornalista Denian Couto, na RICTV.

Segundo Traiano, a previsão para 2017 são investimentos da ordem de R$ 8 bilhões. A Assembleia contribuiu e vai continuar a contribuir para esse esforço, destaca Traiano. Em 2017, nós vamos reduzir em R$ 140 milhões o nosso orçamento. Neste ano vamos devolver R$ 260 milhões para o governo do Estado.

Segundo Traiano, o balanço da atuação do Legislativo em 2016 é muito positivo. “A Assembleia deu uma contribuição forte e decisiva para o sucesso das medidas administrativas do governo”. Para Traiano, essa contribuição não pode ser subestimada. O governo teve a decisão de propor e a Assembleia a coragem de aprovar medidas de ajuste fiscal.

“O Brasil, hoje, está numa situação de penúria. Enquanto o Paraná tem recursos para investir, a maioria dos estados está em situação falimentar. Pagamentos em atraso. Estados que, quando pagam, estão parcelando o salário dos servidores. O pagamento do 13º é incerto na maioria dos estados. O Paraná, em contrapartida, está em dia, adiantou o 13º começa a pagar as vantagens e progressões do funcionalismo a partir de janeiro. Não é possível, honestamente, ignorar essas diferenças”.

“A situação do Paraná é privilegiada e a Assembleia deu uma contribuição decisiva para que isso pudesse acontecer. Tivemos momentos terríveis dentro da Assembleia Legislativa e os paranaenses sabem perfeitamente o que nós enfrentamos”, lembrou Traiano. Mas foi importante que tenhamos enfrentado toda essa provação para que o Paraná viva hoje uma situação diferenciada. Demos a nossa contribuição desde o ano de 2015, que foi o pior momento da vida da Assembleia, mas estamos colhendo os frutos de todo aquele sacrifício. O bom resultado é esse equilíbrio financeiro que o estado está vivendo”.

“Para que o estado viva hoje essa situação de equilíbrio, colocamos em risco o nosso capital político. Enfrentamos hostilidade, incompreensão. Os resultados mostram que estávamos com a razão. Mas na época isso não parecia tão claro e a Assembleia e seus deputados pagaram um alto preço por apoiar o equilíbrio fiscal”, disse Traiano. “Hoje a população percebeu quem tinha razão. O Paraná tem hoje essa situação de conforto porque nós tivemos a coragem de tomar a decisão no tempo certo. Tomamos medidas que, ao contrário do que se dizia, não prejudicaram os servidores, pelo contrário”.

As perspectivas para 2017 são boas, diz Traiano. “É fato que o Brasil precisa de ajustes duros e severos, para colocar o país no caminho do crescimento novamente. Infelizmente não há outro caminho. Sem medidas duras não vamos corrigir os rumos, tanto no país quanto em nosso estado. Felizmente o Paraná se adiantou a crise e adotou providências que nos deixam em situação muito mais equilibrada”, destacou.

(foto: Nani Gois/Alep)


2 comentários

  1. terça-feira, 13 de dezembro de 2016 – 11:28 hs

    Parabéns….deviam ter mandado uma foto melhor………a posição da mesma ficou horrivel……..abs

  2. terça-feira, 13 de dezembro de 2016 – 11:39 hs

    Já que vai economizar tudo isso poderia em 2017 pagar a diferença da URV para os funcionários….. sem intermediação desse Sindicato mediôcre que nós temos……. calcule…. chame um por um e negocia valores….. os funcionários agradecem…..rsrsrsrsrs aproveite e faça a equiparação de todos os funcionários com o TContas pois o mesmo é um órgão auxiliar do nosso legislativo e ganham 3 vezes mais que nós. Lógico, quero agradecer pelo que já fez pelos funcionários ……. fazendo isso todos se aposentam ai só fazer concurso público …… feliz natal! E próspero 2017! És um bom Presidente, humano e sempre respeitou muito os funcionários!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*