Salário de magistrado do RJ passa de R$ 600 mil, segundo levantamento | Fábio Campana

Salário de magistrado do RJ passa de R$ 600 mil, segundo levantamento

Valor é bem superior ao teto previsto por lei, de pouco mais de R$ 24 mil; Segundo o presidente do Tribunal de Justiça, pagamentos são legais

Um levantamento feito nas folhas de pagamento do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) revelou que os valores pagos a magistrados superam em mais de 25 vezes o teto previsto para o funcionalismo público. A presidência do Tribunal de Justiça afirmou que os pagamentos são legais.

Quase 30% dos brasileiros ganham até um salário mínimo, atualmente no valor de R$ 622. Um desembargador do Tribunal de Justiça ganhou mais que este valor multiplicado por mil. Em setembro do ano passado, o salário do magistrado chegou a R$ 642.962,66. As informações são do G1.

Os salários milionários foram tema de uma reportagem publicada nesta terça-feira (24) no Jornal Estado de São Paulo. Segundo a matéria, novatos na carreira chegam a receber entre R$ 40 mil e R$ 150 mil. Valor bem superior ao teto previsto por lei, de pouco mais de R$ 24 mil.

A diferença entre o salário-base e o salário pago no final é referente ao pagamento de uma série de vantagens, que inclui, por exemplo, adicional de insalubridade.

Também entram no salário benefícios como auxílio-locomoção, ajuda de custo e ajuda de custo para transporte e mudança. Os dados estão disponíveis na internet. A folha de pagamento dos Tribunais de Justiça deve ser publicada regularmente em obediência a uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que impõe transparência. Mas os nomes dos servidores são mantidos em sigilo.

Supersalários
Na folha de dezembro de 2010, dos 178 desembargadores, 72 receberam mais de R$ 100 mil. Um deles chegou a faturar mais de R$ 500 mil. Na publicação mais recente, em novembro de 2011, dos 177 desembargadores, 105 ganharam mais de R$ 50 mil.

Os supersalários se estendem para outros cargos do Tribunal de Justiça do Rio, como juízes. Um deles chegou a embolsar quase R$ 400 mil em dezembro de 2010. As chamadas vantagens eventuais multiplicaram até o salário de um secretário de um juiz. De R$ 5.470,68 para mais de R$ 110 mil, em janeiro do ano passado.

De acordo com o presidente do TJ-RJ, Manoel Alberto Rebelo dos Santos, afirmou que os salários acima de R$ 500 mil são exceções:

“O desembargador que tenha 15 férias acumuladas, só aí eles recebem R$ 300 mil. Eles às vezes tem dez, quinze meses de férias, aí ele ganha isso tudo”, explicou Rebelo.

O presidente ainda informou que o pagamento acima do teto previsto por lei é devido a bônus e a valores que os magistrados deveriam ter recebido integralmente em abril de 2009 e que foram parcelados até agosto deste ano.

“Isso tudo é com base legal. Daí o meu interesse em que o CNJ venha aqui para nos fiscalizar. Eles serão recebidos como sempre foram de braças abertos”, concluiu o presidente Manoel Alberto.


21 comentários

  1. Sergio Silvestre
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 15:24 hs

    Tenho o holerite do Moro postado no meu face,r$77 mil reais,ai os estados estão quebrados por causa disso,mas sabe por que eles ganham tanto,por que tem os políticos nas mãos.Mas o povo não percebe mas isso vai acabar ,a se vai,esses tranqueiras que ganham tanto vão ter que devolver nem que for em propriedades.

  2. Eleitor
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 17:16 hs

    O problema não é a legalidade e sim a imoralidade desses verdadeiros apropriadores do dinheiro público. UMA VERGONHA.

  3. ELEITOR ATENTO
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 17:53 hs

    EU FICARIA COM MUITA VERGONHA EM SER MEMBRO DO JUDICIARIO, SABENDO QUE O PAIS PASSA POR UM APERTO FINANCEIRO, A QUALIDADE DE VIDA DOS BRASILEIROS CADA VEZ PIOR E O JUDICIARIO, MINISTERIO PUBLICO E TRIBUNAL DE CONTAS COM REMUNERAÇOES ASTRONOMICAS E E AINDA QUERENDO AUMENTO . QUE MORAL TEM PARA QUESTIONAR ALGUMA COISA ??
    PROCESSOS LEVAM 10 , 20 ANOS PARA SER JULGADO , VERGONHA É O QUE EU SENTIRA

  4. Geraldo
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 18:54 hs

    Fábio, porque vc não explora e divulga os salários do TCE/PR, a grande maioria trabalha 3 horas por dia e recebe mais de 30 pilas por mês. Sem falar dos fantasmas que aparecem em colunas sociais de galerias de arte…

  5. Pe vermelho
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 19:27 hs

    Eu ia adorar ver os salários e mimos como auxílio moradia ,carro , e mais um monte de coisa que são pagas ao judiciário no global sem destinações de classes juízes , desembargadores,promotores , stf,stj,tj,tudo mostrem a cara de verdade para nós brasileiros que pagamos estes salários ..vamos lá mostrem isto sim vale a pena ter passeatas e ocupações e manifestos

  6. SOLANGE LOPES
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 19:31 hs

    Vergonha.E ainda dizem com a maior cara de pau que é legal.

  7. ferreira
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 19:36 hs

    Isso não é salário é a$$alto aos cofres públicos…….e o resto do país tem que se ferrar para pagar essa aristocracia de safados da corte.

  8. Reverendo
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 21:09 hs

    Se buscar o troco com os parasitas de toga enquadra-se no exercício arbitrário das próprias razões!

  9. Claudius Maximus
    terça-feira, 15 de novembro de 2016 – 21:46 hs

    Vão devolver o que foi roubado na mão grande ?

  10. Augusta Randad
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 0:01 hs

    A corrupção institucionalizada tem que acabar nesse país!!!! Não existe legalidade em auxílio moradia, em carro com motorista para todos, em regalias absurdas como tirar férias e ainda vender as férias, como se não tivesse tirado. Essa é a.mesma legalidade usada pelo Levandowski para fatiar o julgamento da Dilma. A Lei a CF só serve para ferrar o pobre. Rico repatria……

  11. quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 9:38 hs

    Aí sim é só alegria e festa o pobre que asse um frango de granja para o Natal.

  12. Paranaense
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 9:46 hs

    Absurdo!!! Isso tem que acabar, nem que seja na bala.
    Tem que colocar um freio nas pretensões desses “semi-deuses”.
    Abaixo político corrupto e abaixo farra do Judiciário e MP.
    Por fim, não querem se submeter à lei de responsabilidade. Quem eles acham que são????
    Vamos pra rua povo.

  13. Fabio Lohmann
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 10:00 hs

    Ao que me consta, o salário mínimo é R$ 880,00 e não R$ 622,00.

  14. João
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 10:33 hs

    Endosso a proposta do Geraldo.

  15. DO POVÃO
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 10:58 hs

    ESPELHO,ESPELHO MEU ME DIGA SE EXISTE ALGUEM MAIS CORRUPTO QUE EU.

    QUAL SEGMENTO NO BRASIL USA MAIS ESTA PERGUNTA?? EU SINCERAMENTE NÃO SEI E VOCES SABEM??

  16. iri
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 11:23 hs

    Férias para quê, qualquer um com tantos dias de folga iria deixar as ditas férias de lado, mau e porcamente cumprem uma rotina de trabalho, até o que comem do mais caro é pago pelo povo, e tem gente preocupado com o olerite do Moro onde ele recebeu uma verba atrasada, mude o disco e seja feliz infeliz.

  17. Juca
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 11:35 hs

    Na minha opinião Sérgio Moro e todos aqueles Juízes e Procuradores que pensam igual a ele e estão ferrando com essa cambada de petistas. deviam ganhar 500 mil por mês que ainda seria pouco face o benefício que estão fazendo à nação brasileira.

  18. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 12:02 hs

    É preciso lavar a jato inclusive a magistratura e o MP. Ninguém está acima da lei, nem eles.

  19. Pe vermelho
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 12:49 hs

    Vamos fazer como os libaneses que acabaram com o judiciário,foram todos presos e está sendo recomposto um a um fazendo provas como se faz na OAB que seria o correto que cada um membro do stf ,stj, tj , MP estadual e federal acabar e começa do 0 com salários com um teto máximo e com mandando curto também… Vamos se manifestar para que todos acordem

  20. Luiz Artur Gapski Pereira
    quarta-feira, 16 de novembro de 2016 – 13:01 hs

    E o governo querendo por a mão no dinheiro honesto do aposentado, meio sem lógica né?

  21. Rodmar Pinheiro
    quarta-feira, 31 de outubro de 2018 – 2:19 hs

    A NOSSA maior VERGONHA está nesses SUPERSALARIOS do JUDICIÁRIO. É IMORAL. E AINDA SOMOS JULGADOS POR ESSAS PESSOAS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*