PT quer que PGR investigue acusações contra Geddel | Fábio Campana

PT quer que PGR investigue acusações contra Geddel

A bancada do PT do Senado protocolou, nesta segunda-feira (21), na PGR (Procuradoria-Geral da República), uma representação contra o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), com pedido para sua saída do cargo.

O documento fala em práticas de “crimes de concussão e advocacia administrativa” por Geddel. As informações são da Folha de S. Paulo.

Essa é uma das atuações da bancada sobre a situação do ministro. No último sábado (19), a Folha revelou acusação do ex-ministro da Cuktura Marcelo Calero de que Geddel o teria pressionado a produzir um parecer técnico para favorecer seus interesses pessoais em um empreendimento imobiliário em Salvador.

Em outra frente, o PT do Senado já protocolou também requerimentos convocando Geddel e convidando Calero para esclarecer o caso na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e no plenário da Casa.

Nesta segunda, após a repercussão do caso no fim de semana, o presidente Michel Temer decidiu manter o ministro Geddel no cargo.

A Comissão de Ética da Presidência da República abriu, no fim da tarde, investigação contra chefe da Secretaria de Governo.


Um comentário

  1. JOHAN
    terça-feira, 22 de novembro de 2016 – 10:50 hs

    Caro FÁBIO, com as informações que vão surgindo, percebe-se a medida de que os membros da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA detestam concorrência na pratica de crimes de corrupção, trafico de influência e demais crimes denominados. Agora, trabalharão para derrubar o praticante GEDDEL, baiano coronelzinho da gema. Entendemos que o TEMER não possui lastro nem estatura ética e moral para segurar essas malas sem alça. Livre-se logo. Atenciosamente. . .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*