Zeca Dirceu diz que solicitação da PGR para investigá-lo é "descabida" | Fábio Campana

Zeca Dirceu diz que solicitação da PGR para investigá-lo é “descabida”

unnamed

O deputado Zeca Dirceu (PT-PR) classificou como “descabida” a solicitação da Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal para investiga-lo no âmbito do esquema de corrupção da Petrobras. Zeca Dirceu é filho de José Dirceu, condenado na Operação Lava Jato e que está preso há mais de um ano em Curitiba. As informações são da Agência Brasil.

Em nota divulgada nesta terça-feira, 4, a assessoria do deputado informa que nunca houve nenhum tipo de negociação do parlamentar junto às diretorias da Petrobras ou outras empresas investigadas na operação.

“Não existe sequer uma única ligação, e-mail, contato, agenda de reunião, testemunho, delação ou coisa parecida em relação a qualquer atitude do parlamentar”, diz a nota.

Nesta segunda-feira (3), o sistema processual do Supremo recebeu um pedido da PGR para investigar Zeca Dirceu. O pedido foi protocolado no último dia 30 e será analisado pelo ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava Jato no STF.

Zeca Dirceu foi eleito deputado federal pelo Paraná em 2010 e reeleito em 2014. A nota de sua assessoria reitera que todas as doações recebidas em campanhas foram legais, declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral “sem ressalvas”.

O parlamentar finaliza a nota dizendo que acredita no STF e no arquivamento do pedido de investigação feito pela PGR. Ele esclarece ainda que está à disposição da Justiça para qualquer esclarecimento que se faça necessário.


3 comentários

  1. Dosel Jr.
    terça-feira, 4 de outubro de 2016 – 16:55 hs

    Igual ao pai que dizia a mesma coisa até a Justiça mandá-lo para a cadeia.
    Antes que esqueça: que bela foto Fábio …… tudo gente boa como dizem os italianos de Santa Felicidade.

  2. Moisés Fróes
    terça-feira, 4 de outubro de 2016 – 17:23 hs

    Meu Deus, que trio. Logo, logo, o filho vai se juntar ao pai em Curitiba.

  3. JOHAN
    terça-feira, 4 de outubro de 2016 – 19:15 hs

    Caro FÁBIO, filho de peixe, peixinho é. O então capitão da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA, flertava com o PCC, e desviava recursos da Petrobrás, foi preso, condenado, está na penitenciária cumprindo pena de 37 anos, alegando que não cometeu crime, que a acusação é descabida. O vizinho ao lado está na penitenciaria, cumprindo 17 anos de reclusão. Da mesma maneira a acusação ao nobre deputado ZECA DIRCEU é DESCABIDA. Vamos aguardar, pois poderá passr o NATAL com o PAPAI. E a petezada miúda, deverá fazer nova vaquinha para auxiliar os membros da ELITE petista. Atenciosamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*