Vem bomba | Fábio Campana

Vem bomba

teori_zavascki

Painel, Folha de S. Paulo

Maldito é o fruto – A delação premiada da Odebrecht deve originar mais de cem inquéritos espalhados pelo país, estima a Lava Jato. A colaboração da empreiteira será um marco não só pela extensão das denúncias, mas pelo efeito que terá sobre o futuro da operação. Com tantos “filhotes” distribuídos em diferentes Estados e esferas judiciais, a força-tarefa em Curitiba teme que a pulverização limite a transparência dos casos, desacelere o ritmo das investigações e resulte em prescrição de crimes.

Te incluo fora dessa – O desmembramento ocorre por decisão do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, que tirou da força-tarefa inquéritos não vinculados ao esquema na Petrobras.

Escuro – Fora de Curitiba, sustentam investigadores, não há como garantir que os processos corram sem sigilo — a prática, instituída pelo juiz Sergio Moro, foi considerada crucial para o sucesso da operação na opinião pública.

Na surdina – No Paraná, um sistema (e-proc) dá acesso online aos autos. Mas os Estados que receberão os futuros inquéritos a partir da delação da Odebrecht usam plataformas mais restritas, o que dará menos publicidade às novas investigações.

(foto: STF)


7 comentários

  1. Sergio Silvestre
    terça-feira, 11 de outubro de 2016 – 13:47 hs

    O que vai ser bomba será quando a coisa pender aqui pelas araucárias,o Serra foi delatado como sendo um lider quadrilheiro mundial,dizem que são coisas inimagináveis o que esse careca fez,até por que sua filha hoje é bilionária,dizem que Cunha é trombadinha perto do Serra,FHC,Alkmin e outros.
    Mas duvido que isso prospere,já que foi feito o que eles queriam,agora é tocar o barco,com o povo morrendo nas filas,com um Pais judicializado por uma elite da justiça que enriquece do dia para a noite e uma casta de políticos da pior especie.

  2. medonho
    terça-feira, 11 de outubro de 2016 – 14:11 hs

    Nada de pulverizar, tem de concentrar tudo na REPÚBLICA DE CURITIBA, tentam esquadrinhar a operação para limitar sua atuação, isto tudo é pensado no mundo do crime.
    Vão tentar também,, confundir, e dificultar a logistica. Devem ter medido as limitações da operação em termos de recursos e desta forma constranger O MAIOR PROCESSO INVESTIGATÓRIO DA HISTORIA DO BRASIL.

  3. medonho
    terça-feira, 11 de outubro de 2016 – 14:16 hs

    o SUCESSO da operação é o apoio da sociedade da imprensa e até isto, querem restringir. Outros interesses quer sobremaneira voltar a sua “normalidade” dos podres poderes

  4. PEDROCA DO SUDOESTE
    terça-feira, 11 de outubro de 2016 – 14:20 hs

    Tem petralha que se acha ainda. Fica se apoiando nos tucanos para se justificar. Se está feia a coisa na saúde, na educação, na economia é devido a 13 anos de desgoverno da PETRALHADA. Deveriam fazer uma auto-crítica antes de ficar falando um amontoado de asneiras,a thurma da mortadela.

  5. indignado 1
    terça-feira, 11 de outubro de 2016 – 14:23 hs

    Falou o $$ Calça Frouxa, Rei da sapiência, sabe tudo. Acha até pelo em OVO. Comeu mortadela estragada, com suco de mamona, agora
    esta procurando culpa, no PSDB. No P T não precisa procurar, em cada inquérito sai meia duzia de ladrões. Na última eleição ficou provado que os Petralhas estão em extinção. Aproveita que os desmandos petistas, estão com os dias contados. Os argumentos fajutas da petezada, vai ficar só entre os “CUMPANHEIROS”

  6. jaferrer
    terça-feira, 11 de outubro de 2016 – 17:03 hs

    Esse SS não toma jeito mesmo. Não bastou a surra do dia 2/10? A população disse um sonoro e estridente NÃO a esquerdalha malandra. Disse: VOCÊS NÃO NOS REPRESENTAM. Você ouviu ou não limpou os ouvidos? O povo também sabe quem é o maior ladrão desse país: Luis Inácio Lula da Silva, o lularápio.

  7. eleitor desmemoriado.
    quinta-feira, 13 de outubro de 2016 – 11:07 hs

    Do jeito que a coisa vai a Operação Lava Jato já está com os dias contados. E os larápios contando os dias que faltam para a prescrição dos seus crimes. O 51 já está com o calendário na mão, depois de 2018 já posso voltar a fazer o que mais gosto, “dar palestras”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*