Segurança vai investigar uso de drogas nas escolas ocupadas no Paraná | Fábio Campana

Segurança vai investigar uso de drogas nas escolas ocupadas no Paraná

sesp

Secretaria da Segurança disponibilizou o Disque-denúncia 181 como canal para pais e alunos relatarem crimes, como uso de drogas, que possam estar ocorrendo nas escolas ocupadas em todo o Paraná. A informação foi repassada a pais, professores e representantes de movimentos sociais que participaram de reunião com o secretário Wagner Mesquita nesta quarta-feira (19) em Curitiba. Eles reclamam da ocupação de escolas por estudantes.

“O serviço 181 já está preparado para dar o encaminhamento devido às denúncias que surgirem. Vamos acionar os órgãos de proteção de nossos jovens e adolescentes, como Conselho Tutelar, Vara da Infância e da Juventude e o Ministério Público, para que acompanhem os casos”, afirmou os secretário.

O contato com o Disque-denúncia pode ser feito pelo telefone (181) ou, ainda, pelo site www.181.pr.gov.br. As reclamações podem ser registradas de forma anônima.

“A preocupação da segurança pública neste momento é ouvir os relatos e promover a devida apuração das denúncias para resguardar a integridade dos nossos jovens e adolescentes”, acrescentou Mesquita. Também participaram da reunião o subcomandante-geral da PM, coronel Arildo Luís Dias; o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis; e o coordenador estadual do Disque-denúncia 181, capitão Edivan Fragoso, além de outros delegados.

Durante a reunião foram apresentadas denúncias de ameaças, uso de álcool e substâncias ilícitas dentro dos locais de ensino. “Esse protesto, de uma minoria, está tirando da grande maioria dos alunos o direito de estudar e o direito de ir e vir. Eu mesmo já recebi um bilhete com ameaças. A gente fica com medo e tem que tomar uma atitude”, disse o professor Gilmar Tsalikis, que leciona em um colégio de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.


9 comentários

  1. Renato Britto Barros
    quinta-feira, 20 de outubro de 2016 – 8:30 hs

    Só agora é que o governo notou e viu.
    Desde os anos 70, a esquerda sempre foi chegada a drogas, aliás com as drogas é que a esquerda cresceu.
    A cartilha da esquerda continua a mesma.

  2. JPilotto
    quinta-feira, 20 de outubro de 2016 – 9:20 hs

    Perfeita iniciativa da SESP !!!! Certamente encontrará substâncias entorpecentes junto à esses “invasores sem causa”, “pau mandados da APP/PT/PCdoB”.

  3. Genildo
    quinta-feira, 20 de outubro de 2016 – 11:11 hs

    Campana, publica isso com destaque por favor!

    Ontem, foi vinculada no http://www.bonde.com.br uma matéria intitulada ‘Não temos liderança, estamos todos ajudando’, diz aluna de colégio ocupado em Londrina
    http://www.bonde.com.br/educacao/ensino/nao-temos-lideranca-estamos-todos-ajudando-diz-aluna-de-colegio-ocupado-em-londrina-425820.html?fb_comment_id=1089230904527300_1089647474485643&comment_id=1089647474485643#f199e759f7c4a8

    Eis que na foto em que aparecem “supostos alunos” se pode visualizar a imagem de uma pessoa de camiseta azul, na parte mais à esquerda da foto. Para quem não conhece a pessoa trata-se da candidata a vereadora pelo PT em Londrina, POLIANA SANTOS, número 13444.
    https://www.eleicoes2016.com.br/poliana-santos/

    As informações dão conta de que a candidata tem curso superior completo e é agente administrativa da Secretaria de Educação do Estado do Paraná.

    Vamos lá: o que uma militante do PT, partido opositor do atual governo, derrotada nas eleições, com curso superior, funcionário de carreira do Estado estaria fazendo em uma reunião em que 16 alunos decidem se mais de 1.000 alunos devem ou não devem ter aulas? Seu filho aluno foi consultado? Você, pai de aluno foi consultado? Quem deu poderes para esses 16 indivíduos decidirem se teu filho vai poder ter aula ou não? Aquele diretor que te convocou para votar nas eleições de diretores te convocou agora para te explicar o que está acontecendo? Você pai de aluno tem algum apoio dos diretores e professores para a campanha “ESCOLA SEM OCUPAÇÃO”?
    Dizer que invasões não é um “modus operandis” do PT é tentar, de forma infrutífera, contrariar a história que seu professor de história nunca vai te contar.
    O PT e a esquerda asquerosa desse pais sempre enganou e manipulou o povo quando estiveram no poder, por que não usariam esse artifício para alcançar o poder novamente!

  4. Zé Venancio
    quinta-feira, 20 de outubro de 2016 – 11:24 hs

    Distante da ação democrática, de negociar com os estudantes, que seguem determinação da UNE, contra as últimas peripécias do MEC co relação ao já tão combalido ensino médio, e por ter por outros motivos o maior número de escolas ocupadas do país, o governo estadual parte para medidas desesperadas…
    Os alunos limpam os prédios escolares em mutirão, capinam o terreno da escola, pintam algumas estruturas, enfim, não vandalizam.
    Não tendo o que alegar em desfavor do movimento estudantil, partem para a velha tática do denuncismo… Plantam-se algumas denúncias “verídicas”, chamam a polícia, levam para a D.A. alguns meninos e meninas, mesmo sem provas, fotografam e enviam para um grande jornal da capital, que associado publica…
    Alguma semelhança com um período de nossa história, entre os anos de 1964 e 1989?

    Resposta: TODAS!

  5. rafaela
    quinta-feira, 20 de outubro de 2016 – 11:31 hs

    O Conselho Tutelar vistoriou várias escolas, e não encontrou nenhuma irregularidade.

  6. Helena
    quinta-feira, 20 de outubro de 2016 – 20:06 hs

    Trabalhei com jovens e adolescentes de todas as classes sociais durante muitos anos, Conheço-os muito bem de maneira geral, eles não teriam tido iniciativas sozinhos para tomar tal decisão do que estao fazendo. É notório que ideologistas de esquerdas irresponsáveis, e certamente os cabeças são aqueles vândalos, corruptos e mentirosos de sempre.

  7. Zé Ninguém
    sexta-feira, 21 de outubro de 2016 – 9:53 hs

    De todas as drogas a pior e o álcool , que esta na esquina de qualquer colégio e não há a menor fiscalização , e a maconha a piazada fuma sem a menor preocupação , diga-se de passagem tem professor que fuma maconha nas tendas da APP , e estou falando porque vi , pessoas com camisetas de campanha deles fumando e bebendo . Não é o fim dos tempos , mas com certeza e um tempo bem ruim o que passamos na atualidade !

  8. Dionleno Silva
    sexta-feira, 21 de outubro de 2016 – 16:56 hs

    Bandeiras do PCdoB também são alusão às drogas

  9. GIBA HUM
    sábado, 22 de outubro de 2016 – 12:11 hs

    Drogas só gostam de drogas e se utilizam delas para aglutinar outras tantas drogas – esquerdistas nocivos e sindicatos dominados por eles para perverterem os jovens do nosso País. Valha-nos Deus! Livrai os jovens, filhos do Brasil, dessa caterva maléfica aos seres humanos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*