O vento está virando | Fábio Campana

O vento está virando

Lauro Jardim, O Globo

Ainda falta muito, mas um estudo inédito do Bradesco BBI mostra que os investimentos estrangeiros em ações e títulos de renda fixa mudaram de direção.

No mercado de ações, peso do Brasil no índice MSCI LatAm, referência sobre intenções de investimento, voltou a subir, depois de ter caído ininterruptamente desde 2010 — ano em que atingiu seu cume. Naquele ano, a participação das ações brasileiras no MSCI chegou a 67,9% da carteira. Foi ao fundo do poço no ano passado, com 45,9%. Agora, está em 54,7%, com tendência de alta.

Na renda fixa, o ponto máximo também foi alcançado em 2010, com 74 emissões (em volume, o ápice foi 2012, com US$ 50,5 bilhões). O momento de maior penúria foi em 2015, com apenas oito emissões, totalizando US$ 7,5 bilhões. Em 2016, já são 16 emissões, com US$ 20,2 bilhões.

O motivo, de acordo com o estudo, é a combinação favorável de fatores externos e internos: dois terços da liquidez mundial flutuam ao sabor de juros negativos e a expectativa de valorização dos ativos brasileiros.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*