Ney diz que é "de centro" para descolar da esquerda | Fábio Campana

Ney diz que é “de centro” para descolar da esquerda

unnamed

O apoio de partidos historicamente ligados ao PT preocupam a campanha de Ney Leprevost (PSD), um dia antes das eleições do segundo turno em Curitiba. Com uma reta final mais agressiva, Leprevost procura evitar polêmica com Rafael Greca (PMN), seu adversário, especialmente sobre os apoios que recebe de partidos e militantes ligados ao PT.

Num momento em que os partidos da esquerda brasileira passam por profundo descrédito e rejeição da população, como o PCdoB, o MR-8 e o Partido Pátria Livre, que fazem parte da coligação de Ney, ele procura afirmar que sua posição é “de centro”.


4 comentários

  1. PitBull
    sábado, 29 de outubro de 2016 – 22:16 hs

    Agora é tarde…se ferrou com o apoio do Requeijão e dos PTralhas..
    bem feito

  2. FUI !!!
    domingo, 30 de outubro de 2016 – 6:22 hs

    Infelizmente não existe ninguem que fique no “centro” na política.
    Usufruir dos apoios da esquerda criminosa para passar a mão na
    cabeça da direita é ficar encima do muro. Por isso perdeu os votos
    da nossa família…

  3. VISIONÁRIO
    domingo, 30 de outubro de 2016 – 6:24 hs

    O Greca vai ganhar por uma pequena margem de diferença por
    causa dos votos que o Ney imaginava que estava com ele:- a mino-
    ria pensante.

  4. Parreiras Rodrigues
    domingo, 30 de outubro de 2016 – 13:27 hs

    Pior que o apoio do PT, o do Requião, eca!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*