Galdino é notificado e diz que provará inocência | Fábio Campana

Galdino é notificado e diz que provará inocência

galdino_chicocamargo-cmc

da Banda B

Após cinco tentativas frustradas na semana passada, o vereador Professor Galdino (PSDB) foi notificado na manhã desta segunda-feira (3) da abertura de uma Comissão Processante contra ele na Câmara Municipal de Curitiba (CMC). Ele é investigado, por decisão dos parlamentares, por suspeita de ter assediado e agredido a vereadora Carla Pimentel (PSC) no dia 14 de setembro. Agora ele possui dez dias para apresentar defesa prévia.

Desde o ocorrido, Galdino não tinha retornado ao plenário. Ele faltou as votações nas duas últimas semanas que antecederam as eleições municipais. O vereador retornou às atividades do plenário ontem, quando subiu à tribuna da Casa para se pronunciar. “Não vou entrar no mérito do meu problema com a vereadora, isso ficará para a comissão instalada. Provarei minha inocência. Só terminei meu depoimento às cinco da tarde”, afirmou.

Na notificação que ele assinou, o vereador é instruído a se posicionar perante a denúncia, indicar as provas que pretenda produzir e arrolar até dez testemunhas de defesa. A cópia integral da denúncia, com 18 páginas, foi entregue a Galdino para que ele possa instruir sua argumentação.

Nesta semana, ele pediu abono pela falta à segunda chamada da sessão do dia 14 de setembro. Para o vereador, a Câmara não pode ter “dois pesos e duas medidas”, em referência à aprovação de justificativas de parlamentares que foram à delegacia prestar depoimento como testemunhas de Carla Pimentel. “Tive um problema com a vereadora e tive que me ausentar do plenário por motivo de força maior, contra minha vontade. Não tive culpa no cartório mas tive que prestar depoimento. O que é justo é justo. Foi constrangedor, mas já passou”, completou.


12 comentários

  1. Gaúcho Véio
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 9:56 hs

    Tchau Bobão!!

  2. Macambúzio
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 10:07 hs

    Não se reelegeu!! Ótimo!! Nem ela, a “estrupada”!! Ótimo!!!

  3. Alexandre Padilha da Costa
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 10:21 hs

    Essa mulher agora vai ter que provar toda a palhaçada que fez. Ferrou com os votos do irmão do Galdino. Mas Deus é tão grande que ela também não se elegeu. Problema é o Ney ganhar e querer levar algum outro vereador para a Prefeitura e essa mentirosa assumir a suplência.

    http://www.bocamaldita.com/1119835250/carla-pimentel-suspeita-de-falsa-comunicacao-de-crime-na-camara-de-curitiba/

  4. Cristina Aparecida
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 10:22 hs

    Dos três vereadores que armaram essa situação pro Galdino, dois ficaram no caminho. A própria Carla e o Stica. É.. não deu certo para a família Uber.

  5. Valdevino Soares
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 10:24 hs

    O Ney foi trouxa dar apoio a esta mulher na delegacia e sair com ela pra cima e pra baixo. Poderia ter o apoio de parte dos tucanos que não querem ir com o Greca, mas se queimou chamando de estuprador sem conhecimento real de fato do que houve. Ou pelo menos discernimento até sair a conclusão final. Essa Carla é uma mentirosa.

  6. Ricardo
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 10:24 hs

    Força Professor, acreditamos no senhor!!! Isso é coisa politica para lhe afetar, não desista!!! Pra pessoas que se dizem de Deus fazer uma armação dessas!!!

  7. Patricia
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 10:26 hs

    Carlinha Carlinha… eu sei de tanta coisa sua… estou em SP aqui por sua causa. Se eu abrir o bico sobre seus gostos excêntricos…sub…3… você não se elege mais nem faxineira da igreja.

  8. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 10:51 hs

    Em Curitiba os circos vão à falência. Não tem como competir com os políticos e suas casas de leis.

  9. quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 11:47 hs

    ué ? se é inocente porque fugiu da notificação ?

  10. jose carlos gomes
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 12:04 hs

    Como alguém disse: Galdino não é um politico é um “personagem”.

  11. Macambúzio
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 12:54 hs

    Fala pa nóis, Patricinha!!! Fala!!!

  12. Juca
    quarta-feira, 5 de outubro de 2016 – 14:04 hs

    Não sei, m,as com relação à apalpação eu duvido. O professor Galdino não é chegado ao sexo oposto!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*