Em artigo, Lula se diz vítima de 'caçada judicial' | Fábio Campana

Em artigo, Lula se diz vítima de ‘caçada judicial’

lula

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva se considera vítima de “uma verdadeira caçada judicial”. Em artigo de uma página, publicado nesta terça-feira, 18, no jornal Folha de S.Paulo, o petista alega que em 40 anos de atuação pública, seus adversários e a imprensa “jamais encontraram um ato desonesto” de sua parte. E às vésperas de completar 71 anos (no dia 27 de outubro), diz ver o seu nome “no centro de uma verdadeira caçada judicial”. Na segunda-feira, manifestantes em defesa do ex-presidente fizeram vigília em frente à casa dele, em São Bernardo, após informação circulada nas redes sociais sobre suposta prisão de Lula. As informações são do Estadão.

Sem citar o juiz Sérgio Moro, que conduz as investigações da Operação Lava Jato, Lula cita que devastaram suas contas pessoais, as de sua esposa e filhos, grampearam seus telefonemas, invadiram sua casa e o conduziram à força para depor, sem motivo razoável ou base legal. “Estão à procura de um crime, para me acusar, mas não encontraram e nem vão encontrar”, destaca no artigo.

O ex-presidente diz que “essa caçada” começou na campanha presidencial de 2014 e, mesmo assim, não desistiu de continuar percorrendo o País e nem desistiu da luta por igualdade e justiça social. Ele cita conquistas das gestões petistas, como o Bolsa Família, o Luz para Todos, o Minha Casa Minha Vida e o acesso de jovens pobres e negros ao ensino superior. O ex-presidente argumenta que não pode se calar diante “dos abusos cometidos pelos agentes do Estado que usam a lei como instrumento de perseguição política”. Para o petista, “episódios espetaculosos”, como as prisões de seus ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega (solto horas depois da detenção), interferiram no resultado das eleições municipais do primeiro turno.

Em sua defesa, Lula afirma que jamais praticou, autorizou ou se beneficiou de atos ilícitos na Petrobras ou em qualquer outro setor do governo. E critica a classificação, segundo ele martelada pela mídia, de que o Partido dos Trabalhadores é uma organização criminosa. E informa que em dois anos de investigações, não foi encontrado “nenhum centavo não declarado” em suas contas, nenhuma empresa de fachada e nenhuma conta secreta. “Moro há 20 anos no mesmo apartamento em São Bernardo”, emendou.

No artigo, o petista alega que “há uma perigosa ignorância” dos agentes da lei quanto ao funcionamento do governo e das instituições, como o Parlamento. E destaca que causa indignação e surpreende “a leviandade, a desproporção e a falta de base legal das denúncias”. “Não mais se importam com fatos, provas, normas do processo. Denunciam e processam por mera convicção.” E reitera que não pode ser acusado de corrupção, já que não é mais agente público desde 2011.

Lula afirma ainda que seus acusadores sabem que ele não roubou, não foi corrompido nem tentou obstruir a Justiça. “Mas não podem admitir, não podem recuar depois do massacre que promoveram na mídia”. E continua: “Tornaram-se prisioneiros das mentiras que criaram, na maioria das vezes a partir de reportagens facciosas e mal apuradas. Estão condenados a condenar e devem avaliar que, se não me prenderem, serão eles os desmoralizados perante a opinião pública.” Segundo ele, “não é o Lula que pretendem condenar”, mas sim o projeto político que representa junto com milhões de brasileiros e a democracia brasileira.

No final do artigo, o ex-presidente diz que ele e o PT apoiam as investigações, o julgamento e a punição de quem desvia dinheiro público, reiterando que ninguém atuou tanto quanto os governos petistas para criar mecanismos de controle de verbas públicas, transparência e investigação. E cita ter a consciência tranquila e o reconhecimento do povo. “Confio que cedo ou tarde a Justiça e a verdade prevalecerão, nem que seja nos livros de história”, diz Lula, argumentando que o que mais lhe preocupa no momento “são as contínuas violações ao Estado de Direito”, como a “sombra do estado de exceção que vem se erguendo sobre o País.”


18 comentários

  1. Francisco
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 14:33 hs

    Ele confunde “Caçada Judicial” com Caçada Criminal. Ou melhor, não confunde não! Ele deve saber.

  2. Juca
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 14:48 hs

    Bela retórica Sr. Lula da Silva. Mas esquece que mentiu, iludiu a pobreza o tempo todo e agora paga o preço disso.

  3. Astor
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 15:08 hs

    Apenasmente pelo fato de ser corintiano ele já é inocente.

    Tenhamos paciência com nosso Lula.

    Cabra da peste do sertão, torneiro, sindicalista.
    Sua vida da um livro.

    E tem mais, se é pra prender , prende, mas se for só pra ficar aporrinhando, para com isso.

    Todos os partidos são Mercenários, só que alguns são frouxos.

  4. Macambúzio
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 15:27 hs

    Mas bah, Jararaca!!! E tu queria o quê? Tu ganhô mais de 50 milhão dos empreitêro ladrão e qué posá de ONESTO? Qué que a Justiça dexe prá lá, pois tu se acha o rei da cocada preta, mané? Além de puxá cana, tu vai ter que devolvê o que tu robô e não tem conversa mole na Foia que vai mudá isso!!!! Safaaaado!!!!

  5. Roberto Cardoso
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 15:39 hs

    Ele continua se autoproclamando o mais honesto dos honestos. Não tem o mínimo de humildade. Sabe que é desonesto mas continua desonestamente tentar confundir a opinião publica. E tem gente que morre de dó.

  6. terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 16:03 hs

    Que tal sugerir a canonização por antecipação do ilustre cidadão? Menos please!

  7. RR
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 16:14 hs

    VERME,MONTE DE LIXO,JÁ ESTAR A SETE PALMOS.

  8. Caiçara do Litoral
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 16:53 hs

    Astor, você fez um comentário sarcástico, que a vida de Lula daria um livro. Realmente, concordo, mas só se for para usar suas páginas para limpar a Bunda !

  9. Luiz Antonio
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 17:47 hs

    Duvido que tenha sido ele próprio a escrever o artigo. kkkk

  10. terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 17:54 hs

    Quem será que escreve para o ” Onestão” e solta essas notas para o jornal, antes era o Franklin Martins

  11. Pedro Paulo
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 21:26 hs

    Eu concordo com o Astor, que a vida do Lula daria um livro. Na cadeia ele vai ter bastante tempo para escrever kkkk

  12. terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 22:14 hs

    Viva Lula grande presidente que deixa os coxinhas malucos. Viva Lula mil anos.

  13. geraldo bocudo
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 22:58 hs

    MEU PAI É CORINTIANO NASCEU EM JUAZEIRO DO NORTE E NUNCA ROUBOU NINGUEM , PERGUNTO SÓ PORQUE O LULA É NORDESTINO PODE ROUBAR ??? NÃO TEMOS TORNEIROS HONESTOS ??? O MEU PAI FOI DA UNE E NEM POR ISSO ROUBOU E ENGANOU O POVO. MEU CARO ASTOR VAMOS ESCREVER UM LIVRO SOBRE RONALD BIGS E LULA OS MAIORES DO BRASIL. LEMBRA-SE QUEM FOI RONALD BIGS O LADRAO DO TREM PAGADOR E NÃO FOI HEROI E IDOLO DE MEUS FILHOS.

  14. Observador Atento
    terça-feira, 18 de outubro de 2016 – 23:11 hs

    Um tremendo cara de pau!

  15. Tinho
    quarta-feira, 19 de outubro de 2016 – 0:07 hs

    Esse Lula realmente conseguiu enganar a população brasileira. É um grande FDP.

  16. PIMENTA PURA
    quarta-feira, 19 de outubro de 2016 – 6:12 hs

    Caçada ao bode pode velho ser considerada de judicial !?

  17. VISIONÁRIO
    quarta-feira, 19 de outubro de 2016 – 6:13 hs

    Caçada judicial ou não, o seu lugar em Pinhais está garantido.

  18. Joao B R Machado
    quarta-feira, 19 de outubro de 2016 – 9:33 hs

    Ué quem escreveu para ele?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*