Paulo Cunali defende ensino integral em Curitiba | Fábio Campana

Paulo Cunali defende ensino integral em Curitiba

paulo-comite-1-recorte

O candidato a vereador Paulo Cunali, do Partido Novo, defende a implantação do ensino integral nas escolas públicas de Curitiba. “Sou defensor do ensino em tempo integral para todas as escolas da rede municipal de educação de Curitiba, até o ensino médio. Mais conteúdo para o futuro cidadão. Mais tranquilidade para os pais que trabalham. Maior distância da violência, do álcool e das drogas”, disse Paulo Cunali.

Além de ser comprovadamente um método excepcional para aprendizado e socialização, adianta Paulo Cunali, o ensino em período integral diminui a aproximação dos jovens dos perigos do mundo das drogas e do álcool, além de propiciar aos pais o trabalho em dois turnos, sem a preocupação de como e com quem deixar seus filhos. “A aproximação do sistema de ensino privado de excelência ao sistema municipal de ensino, e de empresas a escolas públicas municipais de localização próxima (parcerias públicas privadas) será o caminho para a conquista do ensino universal. Essa modalidade de parceria já é realidade e sucesso em projetos pilotos em cidades brasileiras”, disse.

Educação cidadã – Paulo Cunali lembra que a lei que aprovou o plano municipal de educação de Curitiba, com 26 metas bem definidas, tem como objetivo tornar a cidade um exemplo em educação pública em 10 anos (de 2015 a 2025). “A PME trata do ensino infantil, fundamental, médio e especial. Estão entre suas diretrizes: superação do analfabetismo, universalização do atendimento escolar; superação das desigualdades educacionais e a melhoria da qualidade da educação”.

O modelo da PME-Curitiba está bem alinhado com o conceito da educação cidadã. “Não sou contra o sistema de ensino privado de qualidade, mas o ensino não pode ser tratado como uma mercadoria que está à venda e só pode ser comprada por quem tenha condições financeiras para tal. O fato é que ensino de qualidade tem que ser direito de todos”, adianta.

A modalidade de ensino em tempo integral existe de forma mais regular nas creches de Curitiba com crianças de 0 a 4 anos. “A partir dessa idade, o número de escolas de período integral não é suficiente para receber os alunos do ensino infantil de período integral. O resultado é previsível: perda da oportunidade do crescimento do aprendizado e da cidadania. Não é esse o futuro que queremos para as futuras gerações”.


7 comentários

  1. Paulo
    terça-feira, 13 de setembro de 2016 – 21:57 hs

    Nojo desse papo fascista do novo. Td mundo descente defende isto.

  2. lauro
    quarta-feira, 14 de setembro de 2016 – 7:41 hs

    O Paulo Cunali é preparado, uma ótima opção no meio dos mesmos de sempre!

  3. ricardo crovador
    quarta-feira, 14 de setembro de 2016 – 9:20 hs

    Eu nem sabia que o Partido Novo estava concorrendo.

  4. Cesar
    quarta-feira, 14 de setembro de 2016 – 10:21 hs

    Ensino integral com estes professores da APP-Sindicato?
    Melhor deixar as crianças em casa…

  5. Mario Celso Jr
    quarta-feira, 14 de setembro de 2016 – 11:04 hs

    Parabéns Paulo,uma boa opção para nos representar na Câmara de vereadores de Curitiba. Boa sorte amigo!!!

  6. Antonio Carlos P.
    quarta-feira, 14 de setembro de 2016 – 12:17 hs

    Não pera ser liberal? Esse partido é socialista defendendo tudo “de graça” e dizendo que ensino nao é mercadoria

  7. Gentil
    quarta-feira, 14 de setembro de 2016 – 14:56 hs

    Tá rolando uma bolsa de apostas sobre o desempenho de alguns candidatos, no caso do Partido NOVO o jogo é pela chapa toda…meu número é 3000 votos pra galera toda, esse Cunali bem trabalhado deve levar pra urna uns 200 votos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*