Até onde não tem | Fábio Campana

Até onde não tem

bolsafamilia

Painel, Folha de S. Paulo

Ao cruzar informações, a Justiça Eleitoral vem desnudando o que suspeita ser uma nova frente de fraudes: doações milionárias de quem, aparentemente, nada tem. O TSE identificou 21.072 pessoas que, mesmo em situação de pobreza, transferiram juntas mais de R$ 168 milhões a campanhas municipais. Uma delas, cuja última renda conhecida é de 2010, doou R$ 93 mil. Outras dez desembolsaram mais de R$ 1 milhão, mas não têm renda compatível com tamanha generosidade.

Não está batendo – Segundo o TSE, há ainda um grupo considerável de doadores registrados como beneficiários do Bolsa Família ou sem terra. Os dados já foram remetidos ao Ministério Público para averiguação.


4 comentários

  1. zé povinho
    sexta-feira, 9 de setembro de 2016 – 11:44 hs

    Que 10 alego que sou pobre mas dinheiro para financiar safado eu tenho, que 10.

  2. iri
    sexta-feira, 9 de setembro de 2016 – 15:18 hs

    Evidentemente que esse é mais um truque da familia PTzada, para angariar fundos para sua roubalheira e supremacia.

  3. iri
    sexta-feira, 9 de setembro de 2016 – 15:32 hs

    Evidentemente que esse é mais um truque da familia PT, para engordar suas contas,campanha e a mordomia do chefe da quadrilha LULA

  4. segunda-feira, 12 de setembro de 2016 – 9:46 hs

    Evidentemente o acima exposto deixa claro que a familia PT usa esse truque para legalizar recursos excusos e os que já tem e continuar no esfrangalho da nação…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*