'Temos que tirar Curitiba da estagnação e do marasmo', diz Leprevost | Fábio Campana

‘Temos que tirar Curitiba da estagnação e do marasmo’, diz Leprevost

ney entrevista

“Estamos montando um grupo de pessoas, que independente de ideologia política, estão dispostas a tirar Curitiba da estagnação e do marasmo. Temos que sacudir esta cidade para que ela entre definitivamente no caminho da inovação, segurança e solidariedade”, disse o deputado Ney Leprevost, confirmado neste final de semana, candidato a prefeito de Curitiba pelo PSD.

Durante a convenção, Ney Leprevost conversou com a imprensa e disse que nesta campanha vai empunhar a “bandeira da honestidade, ética com ficha limpa porque chegou a hora de Curitiba entrar no caminho da inovação, mas da inovação com um olhar muito humano e solidário”, disse.

A seguir à integra da entrevista:

O que representa a sua candidatura neste momento da história de Curitiba? Quais atributos lhe credenciam para conduzir os rumos da capital?
Ney Lepreost – Vamos fazer uma campanha que apresentará uma Curitiba da mudança. Uma mudança inteligente, solidária, uma mudança na qual vamos trazer os melhores nomes técnicos e as cabeças mais inteligentes da cidade, para enfrentarmos juntos estes grandes desafios que se apresentam para os centros urbanos do tamanho da nossa cidade. A nossa bandeira é da honestidade, ética com ficha limpa porque chegou a hora de Curitiba entrar no caminho da inovação, mas da inovação com um olhar muito humano e solidário.

Quais as demandas mais prioritárias, que afetam a população como um todo?
Ney Leprevost – As duas prioridades, sem dúvida alguma, são na área de saúde, que hoje está com problemas seríssimo e também na área de segurança que sabemos ser responsabilidade do governo do Estado, mas a prefeitura não pode ficar de braços cruzados – o prefeito pode e deve fazer a sua parte no combate da criminalidade. Para isso existe a Guarda Municipal, existem mecanismos como o departamento anti-crack que pretendemos criar para combater este veneno que é o crack. Nós vamos inclusive aumentar o efetivo da Guarda Municipal, promover treinamento e equipamentos modernos para nossa guarda, e vamos trabalhar juntos com as Polícias Militar e Civil no combate à criminalidade dentro de Curitiba porque estes é um dos problemas que hoje mais aflige a nossa gente.

Como está se preparando para a campanha e como colocar em prática um plano para melhorar Curitiba?
Ney Leprevost – Eu, pessoalmente, estou muito feliz e na última semana tivemos um reforço de peso, que foi a entrada do deputado Ratinho Junior na companha. É o deputado mais votado de todo o Paraná, é um jovem dinâmico, muito popular nos bairros de Curitiba. Conquistamos nos últimos dias o apoio de diversos partidos das mais variadas matizes dentro do aspecto ideológico. Estamos montando um grupo de pessoas que independente da sua ideologia política originaria, estão dispostas a tirar Curitiba da estagnação, tirar Curitiba do marasmo, sacudir esta cidade para que ela entre definitivamente no caminho da inovação, segurança e solidariedade.

Os acontecimentos dos últimos meses, anos, levaram o eleitor a não acreditar mais em promessas e, inclusive condenar a classe política. Como o senhor analisa esta situação?
Ney Leprevost – Eu acredito que o eleitor faz muito bem de não acreditar nas promessas mirabolantes. Eu mesmo tenho uma imensa dificuldade de acreditar em políticos. Como curitibano, acredito muito no juiz Sérgio Moro, acredito muito no procurador Deltan Dallagnol, acredito principalmente na nossa gente e que foi as ruas para exigir a mudança. Mas nós temos que lembrar que o caminho para construir essa mudança é com a cidadania, através da democracia e exercendo o voto. Então nós queremos trazer os eleitores para que de forma consciente analisem as propostas de cada candidato e prestem atenção nas propostas que são factíveis e nas propostas que são apenas meras promessas.

Quais seriam estas propostas mirabolantes, que o eleitor precisa desconfiar?
Ney Leprevost – Lembrem-se que na última eleição muitas propostas mirabolantes foram feitas, inclusive a proposta de construir o metrô, que não saiu do papel. Nós vamos debater tudo isso com muita tranquilidade, com muita profundidade ao longo da campanha.

Qual sua visão sobre Curitiba?
Ney Leprevost – Curitiba não é a minha Curitiba, Curitiba é a nossa Curitiba. Curitiba é de todos nós. Curitiba não é de um candidato, Curitiba não é de um grupo econômico que ganha dinheiro explorando o povo. Curitiba é de todos nós, e eu vou devolver Curitiba aos curitibanos.


3 comentários

  1. Fachada
    terça-feira, 2 de agosto de 2016 – 16:02 hs

    Até esposa aparece nessas horas. Como tem casamento de fachada em Curitiba…rsrsrsrsrs.

  2. Lenita
    terça-feira, 2 de agosto de 2016 – 18:54 hs

    O Ney Leprevost é o candidato mais preparado para administrar Curitiba. Isto é o que me interessa, o resto é conversa fiada.

  3. henry
    terça-feira, 2 de agosto de 2016 – 19:30 hs

    SÓ QUE, COM O APOIO DO pc do b (partido que sempre apoiou os petistas lula/dilma), ELE NÃO VAI TIRAR CURITIBA DE COISA NENHUMA. PELO MENOS NÃO COM O MEU VOTO, DOS MEUS FAMILIARES E AMIGOS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*