Renovação na Câmara poderá ultrapassar 30% | Fábio Campana

Renovação na Câmara poderá ultrapassar 30%

vereadores

Do Fernando Tupan

Até o momento 6 vereadores confirmaram que não disputarão a eleição municipal de 2 de outubro, em Curitiba: Professor Galdino (PSDB), Jorge Bernardi (Rede), Paulo Salamuni (PV), Aladim Luciano (PV), Aldemir Manfron (PP) e Aílton Araújo IPSC). Bernardi preferiu disputar a majoritária, como vice do candidato do PMDB, Requião Filho. Já Salamuni, fará dobradinha com o prefeito Gustavo Fruet (PDT). Manfron não recebeu legenda do PP. Galdino, Luciano e Araújo por opção pessoal. As decisões garantirão uma renovação na Câmara Municipal de Curitiba de pouco mais de 15%. Os parlamentares mais antigos acreditam que o número deverá aumentar nas próximas semanas. Alguns deles enfrentam problemas de arrecadação, já que o financiamento de campanha por empresas privadas foram poribidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número de renovação poderá ser maior do que a média história de 30%, devido a falta de recursos.


5 comentários

  1. Paulinha Silva
    terça-feira, 9 de agosto de 2016 – 16:58 hs

    Galdino saindo fará um bem a Curitiba!

  2. A HORA DA VERDADE
    terça-feira, 9 de agosto de 2016 – 20:39 hs

    QUEM VIVER VERÁ, a renovação passa folgado dos 60%. Assim mesmo nada garante que não venha ser pior que a atual.

  3. CONTRIBUINTE
    terça-feira, 9 de agosto de 2016 – 20:43 hs

    Tivessemos o VOTO DISTRITAL a renovação passaria dos 90% e a probabilidade de melhora da qualidade dos vereadores seria infinitamente maior que no atual sistema, pois é este que permite a deformação da escolha e falta de controle dos eleitos pelos eleitores.

  4. PIXULEQUINHO
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 2:01 hs

    .
    SE O PROFESSOR GALDINO SE RECANDIDATASSE, SERIA CERTA SUA REELEIÇÃO. É UMA PERDA PARA CURITIBA.

  5. Juca
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 8:07 hs

    Especialmente Galdino previu que o povo não aguenta maus suas frescuras e não o reelegeria.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*