Para se defender, Fruet compara sua gestão ao 'cool jazz' de Miles Davis | Fábio Campana

Para se defender, Fruet compara sua gestão ao ‘cool jazz’ de Miles Davis

fruet-miles-620x568

O prefeito de Curitiba e candidato à reeleição, Gustavo Fruet (PDT) lançou mão de uma analogia no mínimo inusitada para se defender das críticas contra sua administração por suposto imobilismo ou ausência de obras de vulto. Comparou seu estilo de governar ao cool jazz do trompetista norte-americano Miles Davis, um das lendas do gênero. Miles foi um dos criadores do estilo, surgido nos anos 40, no pós-guerra, marcado pelo minimalismo, com poucas notas e mais espaços na música. As informações são de Ivan Santos no Bem Paraná.

Em um “textão” para os padrões das redes sociais, publicado ontem em sua página no Facebook, Fruet diz que na sua gestão foi “criticado por não realizar obras monumentais, que ficariam para a história visual da cidade”. “Mas nosso trabalho foi como Miles gravando ‘Kind of Blue’: focado na essência do que importa”, compara o pedetista.

Depois de repetir a alegação de que assumiu a prefeitura com uma grande dívida herdada dos antecessores mas mesmo assim não paralisou os serviços essencias, Fruet faz nova analogia, ao comparar projetos como a área calma nas ruas do Centro, com as ideias “ousadas” do jazzista, incompreendidas inicialmente. “Por estarem à frente de seu tempo, algumas ideias são, num primeiro momento, entendidas como desnecessárias. Já pensou os desaforos que Miles ouviu quando enfiou bossa nova no disco ‘Quiet Nights’? Ou o que enfrentamos quando decidimos reformar 98 unidades de saúde mesmo em crise e sem o repasse adequado de verbas federais?Improviso, criatividade e coragem”, afirmou o prefeito.


8 comentários

  1. Roberto
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 15:39 hs

    GF jogou a toalha? Quer passar para a história com o discurso do prefeito-artista?

    Ta mais para ausente.

  2. eleitor desmemoriado.
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 15:47 hs

    O palerma está se achando e, para isto não se importou em ofender ao jazzista. Este pelo menos deixou alguma coisa e o palerma deixou o quê?

  3. ELEITOR DE BOA MEMORIA
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 16:46 hs

    O GESTÃO DO FRUET É INCOMPARAVEL…………NINGUEM FOI TÃO RUIM

  4. Observador Atento
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 19:37 hs

    Certamente a comparação nasceu por uma “inspiração” da primeira dama e não do prefeito. Porém temos uma certeza: Miles Davis não estava cercado de assessores incompetentes e inoperantes. Que me perdoem aqueles que merecem nosso respeito, ou seja aqueles que não são ouvidos, por não fazerem parte do grupo de incompetentes.

  5. Rodrigo
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 20:05 hs

    O Fruet tá mais para aquele velhinho que ficava tocando um violão de brinquedo na Rua XV e ninguém conseguia entender o que ele tava cantando. Acho até que morreu o coitado, como morreu a reeleição do nosso desafinado prefeito.

  6. Fruet você é um coitado
    quarta-feira, 10 de agosto de 2016 – 21:25 hs

    Prefeito lerdo demais sô. Você é um coitado, uma aberração.

  7. Dionleno Silva
    quinta-feira, 11 de agosto de 2016 – 8:50 hs

    Prefeito artista… só lembrando que palhaço também é artista.

  8. Benito Tratturi
    quinta-feira, 11 de agosto de 2016 – 14:08 hs

    Tem la consciência pesada.

    Tem medo de assumir…….??????????……………sua incapacidade e o seu mau caratismo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*