Ney Leprevost pede licença da Assembleia para campanha | Fábio Campana

Ney Leprevost pede
licença da Assembleia
para campanha

ney-leprevost

Ivan Santos, Bem Paraná

O candidato do PSD à prefeitura de Curitiba, deputado estadual Ney Leprevost, pediu licença do mandato na Assembleia Legislativa para se dedicar exclusivamente à campanha. A licença vai até o dia da eleição – 2 de outubro – e é sem vencimentos, ou seja, ele deixará de receber o salário de deputado no período.

Os funcionários de seu gabinete que vão trabalhar na campanha também estão sendo afastados dos cargos, explica ele. “Acho bem complicado a pessoa ficar recebendo pela Assembleia enquanto faz campanha, por isso decidi me licenciar”, explica o parlamentar.


6 comentários

  1. Nascimento
    terça-feira, 16 de agosto de 2016 – 17:00 hs

    Parabéns!!!

  2. ELEITOR CURITIBANO
    terça-feira, 16 de agosto de 2016 – 21:33 hs

    Gostei,bom exemplo.Merece nosso voto.Bom menino.

  3. Angelo Antonio
    terça-feira, 16 de agosto de 2016 – 23:14 hs

    Correto!

  4. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 17 de agosto de 2016 – 10:26 hs

    Numa possível reforma política, o correto seria renunciar. Muito cômodo para um ocupante de cargo eletivo, em meio ao mandato, se propor a disputar outra função. Ganhando, se afasta e abre espaço para suplente. Perdendo, volta tranquilamente para a casa anterior. Por exclusão, não voto em Ney, em Maria Victória e muito menos em Tadeu Venerri que tem o agravante de ser lulo-dilmista, uma vez que o PT foi pro brejo e ninguém viu.

  5. Valdir Bicudo -
    quarta-feira, 17 de agosto de 2016 – 14:59 hs

    Gesto de um homem que está comprometido com o projeto que elucubrou no seu intelecto que é ser prefeito de Curitiba. Aliás, pela primeira vez, a população da capital paranaense terá ao seu dispor três novos nomes que nunca tiveram seus nomes vinculados a qualquer erro ou envolvimento com as coisas ruins da política paranaense e/ou brasileira. A belíssima deputada Maria Vitória, jovem promissora , de família tradicional na política do Estado do Paraná. O neófito Requião Filho, com os mesmos atributos da deputada em tela e sobre quem não pesa nenhum tipo de mácula. Além de Ney Leprevost , que tem uma trajetória política digna de elogios.
    As opções estão expostas ao povo de Curitiba – agora depende da consciência e das mãos do eleitorado, no momento de teclar o escolhido no próximo dia 2 de outubro, que terá a responsabilidade de mudar o quadro caótico em que a outrora cidade modelo do Brasil se encontra – por culpa da gestão de Gustavo Fruet.
    Valdir Bicudo

  6. Gilda Poli
    quarta-feira, 17 de agosto de 2016 – 17:23 hs

    Boa tarde, amigo Fábio. Pensei em passar por sua “Travessa do Editores” para comprimentar e agradecê-lo pelo apoio que você tem dado a minha ex-aluna ETHEL FROTA, gênio como você, em editar seu excelente livro: O HERÓI PROVISÓRIO. Mas como estamos em época de eleição, você é muito requisitado, ônus da competência! Não tenho dúvidas que sua Editora é uma das melhores do Brasil. Confio na seleção que faz e só o fato de ter um livro editado por ela é garantia de sucesso e de qualidade. Parabéns Fábio. Grata, um grande abraço. Gilda

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*