Curitiba é apenas a 1.212º em eficiência na entrega de serviços básicos | Fábio Campana

Curitiba é apenas a 1.212º em eficiência na entrega de serviços básicos

fruet

Em ranking medido pela Folha de S. Paulo/Datafolha, Curitiba aparece apenas em 1.212º lugar entre as cidades brasileiras na entrega de serviços básicos à população usando menor volume de recursos financeiros. No Paraná, a capital está em 78º lugar entre os 399 municípios do Estado.

Numa escala de 0 a 1, o ranking mede qual cidade que entrega mais saúde, educação e saneamento gastando menos. Curitiba só não despenca porque no item saneamento, de responsabilidade do Estado, tem 0,971. Agora em saúde, a capital paranaense tem apenas 0,368 e em receita, 0,222. Em educação, Curitiba pontua 0,784.

“Em crise, os municípios espelham também alguns dos principais desafios do país, como o crescimento do gasto público, a dependência de verbas federais, a perda da dinâmica da indústria e a ascensão do agronegócio. Pesquisa nacional do Datafolha mostra que só 26% dos brasileiros aprovam a gestão de suas prefeituras”, diz Fernando Canzian na Folha de S. Paulo.


10 comentários

  1. Pokemon Eclético
    terça-feira, 30 de agosto de 2016 – 18:06 hs

    Ta muito bem colocado.

    O prefeito é preguiçoso Placa7.

    Confia no seus asquerosos, sebosos, mal lavados, barrigudos, tudo bem, se fosse só isso, mas são tambem imcompetentes.

  2. medonho
    terça-feira, 30 de agosto de 2016 – 18:08 hs

    Os rios em curitiba estão todos poluidos e vemos o saneamento com 0,971, educação com 0,684 .
    Todas as cidades com população acima de 500 mil habitantes são ineficiente no indicador saúde.
    O que poderia explicar talvez seja a dependência de municipios menores usarem serviços publicos de municipios maiores.
    Ou o que deveria acontecer para atingir o grau máximo de eficiencia?
    saúde envolve boa alimentação, exercícios, e prevenções e também qual a faixa etária que mais usam estes serviços, acreditamos que sejam pessoas de idade mais avançada.
    Os resultados obtidos tem como principio que as estatisticas estejam rigorosamente corretas.

  3. medonho
    terça-feira, 30 de agosto de 2016 – 18:08 hs

    1212

  4. joão pesado
    terça-feira, 30 de agosto de 2016 – 18:09 hs

    Pesquisa baseada em índices de 2010.

  5. Alfredo Schejelinski
    terça-feira, 30 de agosto de 2016 – 19:51 hs

    E aí Fruet. O que você apregoa na campanha pela reeleição, você não governa essa cidade mencionada neste ranking vergonhoso…Dá para explicar?

  6. eleitor desmemoriado.
    terça-feira, 30 de agosto de 2016 – 19:52 hs

    E agora palerma vai por a culpa em quem? No Greca, no Ducci, no Beto ou no Jaime? Ah, já sei, no FHC.

  7. chaves
    terça-feira, 30 de agosto de 2016 – 23:09 hs

    Vamos ver de quem é a culpa agora

  8. medonho
    quarta-feira, 31 de agosto de 2016 – 8:57 hs

    Temos de Louvar a Folha pela iniciativa de apresentar indicadores de qualidades nos serviços públicos.
    Atualmente temos dois candidatos que atuaram na administração pública, infelizmente, não temos estatisticas ou um histórico que pudessem balizar os dois candidatos.
    Os marqueteiros e vendedores de ilusões dos candidatos vendem um produto que nós eleitores e consumidor, não temos como devolver ou reclamar.
    O que não entendo é como o Greca se ausentou da prefeitura por mais de 20 anos e, no entanto, recebe aposentadoria de Servidor público. ISTO É I M O R A L e desrespeito com o contribuinte. Isto é quase um foro privilegiado econômico.
    Mas, se a lei dos mais forte permite, o que então este oportunista poderia auferir e se beneficiar caso seja eleito.
    Nós, se contribuirmos por 35 anos, no máximo teriamos R$ 5.800,00, e jamais chegariamos aos 13.000,00 do Greca.
    ISTO É O DESEQUILIBRIO SOCIAL, Os partidos se acham donos do poder, e precisamos de ferramentas para podermos avaliar o desempenho, caso contrário irão manipular e se perpetuarem no poder.

  9. Dionleno Silva
    quarta-feira, 31 de agosto de 2016 – 10:51 hs

    Caro eleitor desmemoriado, eu suspeito que é do Eduardo Cunha kkkkk

  10. ricardo crovador
    quarta-feira, 31 de agosto de 2016 – 13:31 hs

    Palerma é quem não vai na fonte das informações. Esse ranking é baseado nos dados de 2010, antes do Fruet assumir. E os critérios de pontuação são, no mínimo, duvidosos. Por esta avaliação, a saúde de Boa Vista, capital de Roraima, é melhor que a de Curitiba. Evidente que não é. Em outros setores isso se repete.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*