Corte de parlamentares economizaria R$ 1,3 bilhão | Fábio Campana

Corte de parlamentares economizaria R$ 1,3 bilhão

plenario vazio by oglobo

A proposta de emenda 106/2015, que prevê o corte de 128 deputados e 27 senadores a partir da eleição de 2018, e que vem ganhando apoio nas redes sociais, pode garantir economia de ao menos R$1,3 bilhão aos cofres públicos, só em gastos legais, sem levar em conta no impacto na redução de escândalos e desvios. Cada parlamentar federal custa, em média, R$166 mil por mês, entre salários, verba de gabinete, passagens aéreas, alimentação, combustível e até a famosa tapioca. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A PEC para diminuir o gasto com o Legislativo já recebeu quase meio milhão de assinaturas de apoio em consulta no site do próprio Senado.

O número de senadores passaria a dois, em vez dos três atuais, por Estado e pelo Distrito Federal. Os mandatos continuariam de oito anos.

Estados e DF elegeriam 385 deputados, em vez dos 513 atuais. Cada um elegeria mínimo de 6 e no máximo 53, a depender do eleitorado.

A proposta de reduzir a quantidade de parlamentares foi apresentada por mais de 30 senadores de todos os partidos, governo e oposição.

(foto: Agência Câmara)


Um comentário

  1. Gira
    domingo, 28 de agosto de 2016 – 16:04 hs

    Não adianta diminuir, tem que ser proporcional ao número de habitantes para senador também, se não politicamente não vai mudar nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*