TSE divulga limite de gastos nas eleições | Fábio Campana

TSE divulga limite de gastos nas eleições

Foi divulgado nesta quarta-feira, 20, pelo Tribunal Superior Eleitoral o quanto cada candidato poderá gastar na campanha para prefeito de Curitiba. Levando em consideração as novas regras eleitorais fixadas no ano passado, o teto ficou estabelecido em R$ 9.571.089,80.

Pela norma, o limite é 70% do maior gasto declarado na eleição anterior (neste caso 2012) nas cidades onde houve apenas um turno e 50% nas que registraram dois turnos. O valor divulgado nesta quarta pelo TSE foi atualizado pelo INPC.

Segundo o TSE, se houver segundo turno na briga pelo comando da capital paranaense, os candidatos poderão gastar ainda R$ 2.871.326,94 nesta fase da disputa.

Considerando a pesquisa do Ibope, divulgada dia 11, são oito pré-candidatos. Rafael Greca (PMN) lidera com 21% superando o atual prefeito, o fracativo Fruet (PDT), que comprova sua decadência com apenas 18%. Requião Filho (PMDB) com 16%, assumiu a condição de representante das esquerdas. Ney Leprevost (PSD) é o escolhido por 5% dos entrevistados. Maria Victória, do PP, vem logo depois, com 3% das intenções de voto, um percentual significativo se considerarmos seu noviciado. Empata com velhas raposas como Tadeu Veneri (PT) e Luciano Pizzatto (PRTB) que apresentam o mesmo percentual (3%), enquanto Paulo Martins (PSDB) obtve 2% das intenções.

Essa é a primeira disputa em que está proibida a doação de empresas para partidos e políticos. A nova legislação estabelece que somente pessoas físicas doem dinheiro ou valores estimáveis em dinheiro para campanhas eleitorais, limitando-se a 10% dos rendimentos brutos do doador no ano anterior à eleição.

A Reforma Eleitoral 2015 também estipulou limites quantitativos para a contratação direta ou terceirizada de pessoal para prestação de serviços referentes a atividades de militância e mobilização de rua nas campanhas eleitorais. Com informações da Folha de S. Paulo.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*