Reformas só depois das eleições | Fábio Campana

Reformas só depois
das eleições

henrique meirelles -foto lula marques - agpt
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decepou metade das esperanças da equipe econômica para aprovar o rol de reformas ainda em 2016, ao programar duas sessões semanais da Casa, por causa das eleições municipais. De toda a agenda apresentada pelo ministro Henrique Meirelles (Fazenda) deve ser votado e aprovado apenas o novo teto de gastos dos estados e municípios.


Um comentário

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 1 de agosto de 2016 – 10:28 hs

    Conversa fiada e papo furado. Não haverá reformas de grande alcance porque os partidos governistas são partidos do status quo, do dolce far niente, de fritar bolinho. O que verá com toda certeza absoluta é o aumento de tributos de toda sorte para arregaçar o povo. Esta turma é a turma do deixa quieto, não faz marola; deixa que o povo pague a conta…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*