Olimpíadas, o temor e o terror | Fábio Campana

Olimpíadas, o temor
e o terror

Paulo Polzonoff Junior

Basta dar uma olhada rápida nos sites de notícias estrangeiros para ver que as Olimpíadas do Rio de Janeiro geram preocupação na comunidade internacional. A pouco mais de 30 dias do evento, o mundo descobriu que o Brasil é terreno fértil para o terror.

Esta é uma nuvem pesada que paira sobre os jogos, mas ela não está sozinha. A ausência de muitas estrelas do esporte, de Djokovic a Usain Bolt, passando pelos melhores golfistas da atualidade e pela equipe russa de atletismo, ameaçam tornar as Olimpíadas um fiasco esportivo também.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*