Ministério da Saúde repõe 1,5 mil vagas do Mais Médicos | Fábio Campana

Ministério da Saúde
repõe 1,5 mil vagas
do Mais Médicos

maismedicos

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta a reposição de 1,5 mil vagas do programa Mais Médicos até setembro. Do total, a pasta vai abrir 1,2 mil vagas para médicos cubanos que devem chegar até o final de agosto ao Brasil. As demais serão preenchidas por brasileiros e estrangeiros de outras nacionalidades. Com informações de Alexandre Bastos do G1.

“Nós vamos reduzir o custo da estrutura da saúde do Brasil e investir cada vez mais na atenção primária, antes que as pessoas se sintam afetadas pelas doenças”, segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Além das 1,5 mil para reposição, o ministério abriu 502 vagas adicionais no programa, destinadas prioritariamente a brasileiros formados no país. Após 27 de julho, as vagas podem ser preenchidas por brasileiros formados no exterior ou por médicos estrangeiros. A expectativa é que os médicos ocupem postos em 393 municípios do Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, uma medida provisória, proposta pela presidente afastada Dilma Roussef em maio, tramita no Congresso Nacional para estender o período de permanência dos profissionais do programa Mais Médicos. O texto prevê a permanência dos profissionais por até seis anos, sem necessidade de revalidação do diploma.
(foto: arquivo o globo)


5 comentários

  1. Eleitor
    sexta-feira, 22 de julho de 2016 – 16:56 hs

    Continuam financiando a ditadura Cubana…parabéns, Sr. Ministro,

  2. TADEU ROCHA
    sexta-feira, 22 de julho de 2016 – 16:59 hs

    OS MILAGRES JÁ ESTÃO EM AÇÃO. FILHA É CANDIDATA.

  3. FUI !!!
    sexta-feira, 22 de julho de 2016 – 17:27 hs

    Parabens ao novo Ministro !!! Como todo o governo deste país
    existe um equívoco muito grande quando se contrata os médicos
    Cubanos sem a devida revalidação, e o pior, pagando miséria e o
    restante financiando a ditadura Cubana. Se pelo menos os médicos
    cumprissem todos os requisitos para exercerem as atividades mé-
    dicas por aqui e todo o salário fosse em benefício próprio eu ainda
    concordaria. Pergunto então, para que serve uma suada residencia
    médica, mestrado, doutorado ou phD exigida dos recem formados
    médicos brasileiros !? Para a Dilma e o Ministro Barros, no mínimo para encher o ego dos médicos brasileiros e enfeitar a parede dos consultórios… triste realidade.

  4. Hermann
    sexta-feira, 22 de julho de 2016 – 23:19 hs

    Afinou.

  5. LENZA TOLEDO
    sábado, 23 de julho de 2016 – 13:03 hs

    Esse ministro nada está fazendo além do que se podia imaginar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*