Por mentir em delação, auditor fiscal deve continuar preso | Fábio Campana

Por mentir em delação, auditor fiscal deve continuar preso

luiz-antonio-deouza-advogado

O auditor fiscal Luiz Antonio de Souza, por mentir na delação feita ao Ministério Público, deve continuar preso. Conforme os termos da delação, agora sob suspeição, Souza teria direito a prisão domiciliar a partir de 30 de junho, com tornozeleira, após ter cumprido pena de um ano, cinco meses e duas semanas. Porém, com foi indiciado, na semana passada, por ter supostamente praticado novo crime (extorsão) após o acordo, Souza pode continuar preso. Com informações de Loriane Comeli na Folha de Londrina.

“O Luiz Antonio está muito abalado. Criou-se uma expectativa de liberdade que poderia não se confirmar”, disse o advogado de Souza, Eduardo Duarte Ferreira, ele próprio iniciado na Publicano 5.

O auditor, mesmo preso, teria se valido de outras pessoas para supostamente extorquir empresários, caso contrário, seriam delatados. Na versão da defesa, Souza apenas cobrou dívidas de empréstimos feitos ainda em 2014, antes de ser preso. Já Ferreira teria auxiliado cobranças, o que ele nega. “Não extrapolei minha função de advogado.”

O MP tem prazo até a próxima segunda-feira para ajuizar a possível denúncia contra envolvidos na quinta fase, que apura sonegação fiscal e pagamento de propinas por empresários do setor de abate de suínos. Ao final do inquérito, 27 pessoas foram indiciadas.

É possível que nesta data decida se irá requerer a rescisão do acordo com Souza e com Rosângela Semprebom, auditora e irmã de Souza, também acusada no novo inquérito. Pelas regras do acordo, ela, que ficou durante um ano usando tornozeleira, teria direito à retirada do equipamento. Mas, neste momento, está presa preventivamente em decorrência da Publicano 5.

“Nos cabe esperar a posição do Ministério Público”, disse. “Porém, entendemos que seria muito ruim rescindir o acordo porque as defesas dos outros réus, mencionados pelo Luiz Antonio, certamente irão tentar anular toda a acusação, embora o Luiz Antonio vá manter tudo o que disse.”

(foto: Marcos Zanutto)


6 comentários

  1. Ketlin Pamella
    quarta-feira, 1 de junho de 2016 – 10:40 hs

    Dane-se este Corrupto e Mentiroso !!

  2. zani
    quarta-feira, 1 de junho de 2016 – 11:14 hs

    É incrivel, ninguém toma uma providencia, esses auditores continuam a receber seus milionários salarios da receita, mesmo preso, e continuam, pasmem senhores, até gratificações.
    Só não cometo suicidio, com tudo isso que acontece nesse querido pais, porque até para morrer é complicado, mas que é duro aguentar é.

  3. Zé Venancio
    quarta-feira, 1 de junho de 2016 – 11:47 hs

    Que Luiz Antonio de Souza é mentiroso, todos sabem.
    Que é pedófilo também…
    O que ninguém sabe ainda, é qual foi o caminho que percorreu a fortuna gasta em campanhas eleitorais no estado, em 2014…
    Parece que as pessoas insistem em desqualificar a delação do pedosexual, ao invés de explicar de onde veio a montanha de dinheiro que irrigou a campanha de muita gente…
    É isso que o povo quer saber!

  4. PUNISHER
    quarta-feira, 1 de junho de 2016 – 15:34 hs

    O CAMPANA PARE DE CHAMAR (ESCREVER) AUDITOR FISCAL, PRA ESTA TURMA DE TRANSPOSTOS, HOJE ELES NÃO PASSAM DE ADMINISTRATIVOS NO PARANÁ. É SÓ VOCÊ VERIFICAR E PUBLICAR O CONTIDO NA AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 5510, CONTRA AS LEIS COMPLEMENTARES 131/2010 E 092/2002. PROPOSTO PELO SR. PROCURADOR GERAL DA REPUBLICA, RODRIGO JANOT, EM 05 DE MAIO DE 2016.

  5. sergio silvestre
    quarta-feira, 1 de junho de 2016 – 18:01 hs

    Isso já era comentado dentro da PEL onde ele está preso,que iam melar para livrar o Beto Richa.

  6. Antonio Carlos
    quarta-feira, 1 de junho de 2016 – 21:23 hs

    Os delatados pelo delator mentiroso devem estar dando graças a Deus, só este pessoal “dedicado” do Gaeco é que põe fé no mentiroso. O delator está sim é ajudando os delatados.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*