Paraná terá Índice de Vulnerabilidade Juvenil | Fábio Campana

Paraná terá Índice de Vulnerabilidade Juvenil

índice
O Paraná será um dos primeiros estados do País a lançar um Índice de Vulnerabilidade Juvenil próprio. O projeto prévio, desenvolvido pela Assessoria Especial da Juventude, em parceria com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), foi apresentado ao assessor especial da Assessoria, Edson Lau Filho.Foto: Dhebora Mello[/caption]

O Paraná será um dos primeiros estados do País a lançar um Índice de Vulnerabilidade Juvenil próprio. O projeto prévio, desenvolvido pela Assessoria Especial da Juventude, em parceria com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), foi apresentado ao assessor especial da Assessoria, Edson Lau Filho.

O Índice foi proposto com o objetivo de comparar e avaliar qualitativamente a situação dos jovens em todos os municípios do Paraná. São considerados vulneráveis os jovens com idade entre 15 e 29 anos e que se encontram em situação de risco. Esta definição consta no Estatuto da Juventude a partir da avaliação da condição de vida deles e considera indicadores como o acesso à saúde, segurança pública, trabalho e educação.

O índice vai contribuir para o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para os jovens do Paraná, de acordo com as necessidades reais. “Com base nos índices finais será possível elaborar propostas direcionadas a esse público em cada município e que atendam as necessidades reais de cada região. Trata-se de um grande avanço para o desenvolvimento de políticas públicas para a juventude e será referência nacional, em função da densidade dos dados e indicadores utilizados”, explica Edson Lau Filho.

De acordo com ele, outros estados como Goiás e Minas Gerais já lançaram seus índices. Porém, o do Paraná deve ser mais completo do que os indicadores já usados.

NA PRÁTICA – O Índice de Vulnerabilidade Juvenil é constituído por diversos indicadores, como crimes envolvendo jovens, mortalidade juvenil e empregabilidade, entre outros, que apontam um resultado final que pode variar entre zero e um – quanto mais próximo de um, maior a vulnerabilidade dos jovens no município.

A proposta é tornar esse índice uma ferramenta que possibilita o acompanhamento das condições de vulnerabilidade dos jovens de todo o Estado. “O Índice dá uma real visualização da condição dos jovens, algo que os outros índices não abordam com tanta clareza. Além disso, tem um caráter multidimensional, que abrange diversos aspectos e permite uma visão ampla do jovem paranaense”, diz Julio Takeshi Junior, diretor-presidente do Ipardes.

O Índice de Vulnerabilidade Juvenil será publicado anualmente e estará disponível para os gestores públicos estaduais, municipais e a sociedade. “A ideia é dar maior transparência às políticas públicas do Estado para que todos possam colaborar cada vez mais para melhorar as condições de vida da população, dando mais oportunidade aos jovens paranaenses”, completa Lau.


Um comentário

  1. QUESTIONADOR
    quinta-feira, 9 de junho de 2016 – 11:09 hs

    -E quanto ao índice de vulnerabilidade dos nossos bolsos, onde os excessivos e altos impostos corroem o poder aquisitivo das famílias???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*