Governador dá posse a novos procuradores do Estado | Fábio Campana

Governador dá posse a novos procuradores do Estado

índice

O governador Beto Richa deu posse nesta terça-feira (7) aos 26 novos procuradores aprovados em concurso público, que vão recompor o quadro da Procuradoria Geral do Estado (PGE). Na solenidade, realizada no Palácio Iguaçu, Richa afirmou que, nos últimos anos, o Estado ampliou a contratação de servidores nas mais diversas áreas e valorizou os profissionais que trabalham na administração estadual. “Quando assumimos o governo, encontramos uma administração ultrapassada, com um quadro defasado de servidores”, disse o governador.

A ampliação do quadro da PGE, afirmou Richa, reflete na melhoria da defesa dos interesses do Estado e das ações da administração. “Sempre nos preocupamos com a legalidade de todas as nossas ações. São tantos atos diariamente, semanalmente, e é essencial ter o parecer da procuradoria para evitar eventuais erros nas ações e documentos. Esse é um cuidado que sempre tive como governante”, disse Richa. “Agora, com 26 novos profissionais, teremos uma estrutura ainda maior para defender os interesses do Paraná.”

O governador salientou que o Estado tem condições de contratar novos servidores porque se preparou para enfrentar a crise financeira nacional. “Enquanto muitos estados estão com dificuldades de honrar seus compromissos e pagar seus servidores, aqui no Paraná estamos contratando novos servidores para melhorar a estrutura do Estado, principalmente em uma área tão importante como a procuradoria”, destacou.

NO INTERIOR – Os novos profissionais irão fortalecer a estrutura da PGE no interior do Paraná. Algumas regionais importantes, como Paranaguá, Cornélio Procópio, União da Vitória e Paranavaí eram atendidas por apenas um procurador e agora receberão reforço. O preenchimento das vagas no interior também abre a possibilidade de remanejamentos para Curitiba, que terá fortalecida a Câmara de Conciliação de Precatórios e a Procuradoria Consultiva, que atende à administração estadual.

MODERNIZAÇÃO – O procurador-geral do Estado, Paulo Sérgio Rosso, destacou que a modernização dos processos judiciais aumentou a necessidade de atuação da PGE. “Hoje vivemos um momento novo no Direito com os processos eletrônicos. O volume de processos judiciais tem crescido muito, o que tornou imprescindível a nomeação dos novos procuradores. Estamos muito felizes por receber estes profissionais, que vieram de todo o Brasil para colaborar com o Estado do Paraná”, afirmou.

O presidente seccional paranaense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB -PR), José Augusto de Noronha, também destacou a importância da ampliação do quadro de procuradores para atender as demandas do Estado. “Com esta contratação, o Estado completa quase que a totalidade de seus quadros, o que permitirá dar seguimentos a diversos processos que estavam aguardando seu desenrolar no âmbito da Procuradoria do Estado”, disse.

Recém empossado, o procurador Guilherme Ferreira Tavares disse estar satisfeito em poder contribuir com o desenvolvimento do Paraná. “A efetivação dos planos do Executivo estadual passa pela atuação do procurador, que faz isso judicialmente, ao defender as políticas públicas traçadas, e também extra-judicialmente de forma consultiva”, explicou.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos; o procurador-geral de Justiça do Paraná, Ivonei Sfoggia; o defensor-geral de Justiça do Estado, Sérgio Parigot de Souza; o procurador-geral de Curitiba, Joel Macedo; a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; os secretários do Planejamento, Cylleneo Pessoa; da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes; o chefe da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas; o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Reis; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato; o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche; e os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli e Guto Silva.


Um comentário

  1. ELEITOR PARANAENSE
    quarta-feira, 8 de junho de 2016 – 18:22 hs

    a procuradoria é o que mais emperra a administração do governo, alem de centralizarem todos as analises juridicas de processos do estado emperram negam tudo e não apresentam nenhuma solução , ou seja a procuradoria procura , procura porem não encontra nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*