Filha de Cunha é a próxima | Fábio Campana

Filha de Cunha é a próxima

claudiarep-620x310

A filha do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) continuará sendo investigada, segundo informou a força-tarefa da Operação Lava Jato nesta quinta-feira, 9. Danielle Dytz da Cunha Doctorovich é suspeita de ser beneficiária da conta Kopek, cuja titularidade é atribuída à jornalista Cláudia Cruz, sua madrasta e mulher de Eduardo Cunha.

“As investigações prosseguirão em relação a Daniele Ditz, filha de Eduardo Cunha, e a outros investigados, Jorge Reggiardo e Luis Pittaluga, que atuaram como operadores para abertura da conta Netherton”, aponta a Procuradoria da República. Com informações do Estado de S. Paulo.

Em março, Danielle Dytz e Cláudia Cruz tentaram se esquivar do juiz federal Sérgio Moro, símbolo da Lava Jato. Seus advogados pediram ao Supremo Tribunal Federal que rejeitasse pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de desmembramento do processo contra o presidente afastado da Câmara, e mantivessem a investigação contra a filha e a mulher de Cunha na Corte máxima. O STF não aceitou e mandou a apuração para a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Os advogados Fernanda Tórtima e Ademar Borges, na ocasião, afirmaram: ‘não há dúvida de que (Danielle) é investigada pelos mesmos fatos atribuídos a seu pai e a sua madrasta – a saber, a suposta manutenção de conta não declarada no exterior, fato que, por si só, atrai a incidência do inciso I do artigo 77 do Código de Processo Penal, sendo de rigor a unicidade processual’.

A defesa sustentou que ‘basta que se veja que a ora peticionária (Danielle) é apenas indicada como beneficiária da conta Kopek, cuja titularidade é atribuída a sua madrasta, e que teria sido, segundo a acusação, alimentada com valores transferidos a partir de outras contas controladas por seu pai’.


4 comentários

  1. luis
    quinta-feira, 9 de junho de 2016 – 17:10 hs

    Como disse o ex-presidiário Roberto Jefferson, o Cunha vai amargar a fila do mingau, e a chamada diária antes do apagar das luzes.
    Eduardo Cunha….. – presente.
    Bermudas, camiseta, escova de dentes, papel higiênico, vaso sanitário turco e compartilhado…
    Isso também vale para a mulher e para a filha, exceto se ele se dignar a fazer uma boa delação premiada, daquelas vinda do fundo do coração!!!

  2. Zé Venancio
    quinta-feira, 9 de junho de 2016 – 17:21 hs

    Os cães de guarda de Cunha estão por pouco para livrá-lo da degola legislativa.
    Se não passar seu processo de cassação na comissão, sairá rindo dos otários, ou seja, todos nós.
    Que vá para a cadeia ele, a filhinha cúmplice e quem mais merecer!

  3. Antonio Carlos
    quinta-feira, 9 de junho de 2016 – 18:16 hs

    Aí beldades, fiquem sabendo que nesta época do ano faz um frio lascado aqui na República de Curitiba, mas frio não deve ser problema para vocês, estão acostumadas com o frio que faz na Suíça.

  4. ricardo
    sexta-feira, 10 de junho de 2016 – 1:07 hs

    É só prender a madame que o restante vai pra corda! A madame delata Deus e o mundo, pq não conseguirá fazer xixi numa privada compartilhada. A não ser que chave o vaso sanitário de Louis Viton ou o traje uniforme da penitenciaria de modelo Channel, e se conforme com isso.
    Infelizmente aquela senadora da Bahia, a tal tia, está fazendo sessões espirituais para decidir em qual tecla os pastores querem que ela tecla. Aparentemente é para livrar a cara do salafrário. Espero que reflita porque ainda há tempo. Caso contrario, vai arder no fogo do inferno juntamente com essa corja proletária.
    [

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*